Notícias

Eletrônica e Informática

06/06/2017 - IPESI INFORMA

Infineon avança na encriptação para sistemas de computação quântica

Devido ao seu poder computacional, computadores quânticos têm potencial disruptivo para quebrar vários algoritmos de encriptação usados atualmente. A Infineon Technologies AG informa que está pronta para proporcionar uma transição tranquila dos protocolos de segurança de hoje para a próxima geração de encriptação pós-quântica (PQC, na sigla em inglês).

A companhia demonstrou com sucesso a primeira a primeira implementação PCQ num chip de segurança contactless, como os usados nos documentos de identidade eletrônicos.

"Demonstrar a criptografia pós-quântica em um chip de segurança sem contato coloca a Infineon em uma posição de liderança neste campo", diz Stefan Hofschen, presidente da Divisão de Cartão e Segurança da Infineon. "Nossas soluções de segurança dependem de algoritmos confiáveis e padronizados de chaves públicas e privadas. Para responder melhor às ameaças de segurança que ainda estão por vir, colaboramos continuamente com a comunidade acadêmica, clientes e parceiros. E sugerimos padrões futuros que possam ser executados de forma eficiente e segura em dispositivos pequenos e integrados ".

Os ataques de computador quântico na criptografia de hoje devem se tornar realidade nos próximos 15 a 20 anos. Uma vez disponível, os computadores quânticos podem resolver certos cálculos muito mais rápidos do que os computadores de hoje, ameaçando até mesmo os melhores algoritmos de segurança atualmente conhecidos, como RSA e ECC. Vários padrões da Internet como Transport Layer Security (TLS), S/Mime ou PGP/GPG usam criptografia baseada em RSA ou ECC para proteger a comunicação de dados com cartões inteligentes, computadores, servidores ou sistemas de controle industrial. O banco on-line em sites "https" ou "criptografia de mensagens instantâneas" em telefones celulares são exemplos bem conhecidos.

Experts da Infineon da sede da companhia em Munique, na Alemanha, e do Centro de Excelência para tecnologias em Graz, na Áustria, conquistaram avanço na área. Eles implementaram um esquema chave de troca pós-quantico num chip de smart card contactless. Esquemas chave de troca são usados para estabelecer um canal encriptado entre duas partes. O algoritmo enviado é uma variante do "New Hope", um sistema de encriptação quânticorresistente também explorado com sucesso pelo Google numa versão de desenvolvimento do browser Chrome.

"O fantasma do computador quântico está mantendo a academia e a indústria de TI em alerta", disse Thomas Pöppelmann, da Divisão de cartões e segurança de chip da Infineon, que desenvolveu o algoritmo New Hope. "Na Infineon, estamos orgulhosos de ser o primeiro a transferir PQC para cartões inteligentes sem contato. Nossos desafios incluíam o pequeno tamanho de chip e a capacidade de memória limitada para armazenar e executar um algoritmo tão complexo, bem como a velocidade de transação". Thomas Pöppelmann e seus co-pesquisadores receberam o prestigiado Prêmio Facebook Internet Defence 2016 pelo desenvolvimento da New Hope.

Em um mundo de computadores quânticos, o PQC deve fornecer um nível de segurança comparável ao que o RSA e o ECC oferecem hoje no mundo da computação clássica. No entanto, para suportar o poder de cálculo quântico, os comprimentos das chaves precisam ser mais longos do que os 2048 bits usuais da RSA ou os 256 bits da ECC. No entanto, os pesquisadores da Infineon conseguiram implementar a New Hope em um chip de segurança comercialmente disponível, sem requerer espaço adicional na memória e, portanto, um tamanho de chip maior.

Espera-se que os organismos de padronização concordem com um ou vários algoritmos PQC nos próximos anos, antes que governos e indústrias exijam a migração. A Infineon participa ativamente do processo de desenvolvimento e da padronização, a fim de permitir uma transição suave e enfrentar os desafios de segurança que podem surgir no advento dos computadores quânticos.

COMPUTAÇÃO QUÂNTICA - Um computador quântico usa "qubits", que podem existir em qualquer superposição em vez de bits (0 ou 1) em um dispositivo convencional. Consequentemente, certos cálculos podem ser realizados simultaneamente e muito mais rápido do que nunca, resolvendo problemas que exigiriam quantidades inacessíveis de poder de computação convencional hoje. Com operações que são milhares de vezes mais rápidas, os computadores quânticos oferecem novas possibilidades, por exemplo, para pesquisar grandes bancos de dados, simulações químicas ou físicas e design de materiais, etc. No entanto, esse poder operacional também pode permitir a decodificação da criptografia atualmente utilizada algoritmos que são praticamente impossíveis de decodificar com tecnologias disponíveis hoje.

Comente essa notícia