Notícias

Metal Mecânica

26/10/2017 - IPESI INFORMA

Produção de aço em 2017 já atingiu 25,5 milhões de toneladas

A produção brasileira de aço bruto acumulada de janeiro até setembro de 2017 foi de 25,5 milhões de t, o que equivale a uma elevação de 9,1% quando comparada com o ocorrido no mesmo período de 2016.

A produção de laminados foi de 16,6 milhões de t no mesmo período, um incremento de 4,7% frente ao acumulado nos nove primeiros meses de 2016.

As vendas internas somaram 12,6 milhões de t no acumulado até setembro, o que representa um acréscimo de 0,2% em relação ao mesmo período acumulado de 2016.

O consumo aparente nacional de produtos siderúrgicos foi de 14,4 milhões de t de janeiro a setembro de 2017. Comparando com o mesmo período do ano anterior, o crescimento foi de 5%.

As importações cresceram 56,8% no acumulado dos nove primeiros meses em 2017 comparativamente ao mesmo período do ano anterior, totalizando 1,8 milhão de toneladas. Esse volume resultou em US$ 1,7 bilhão de importação, uma alta de 44,4% na mesma base de comparação.

As exportações foram de 11 milhões de t ou US$ 5,6 bilhões no acumulado do ano até setembro, o que significa expansão de 9,3% em volume e de 36% em valor frente ao mesmo período de 2016.

Os indicadores de produção e exportação no acumulado do ano de 2017 foram impactados positivamente pelo fato de a Companhia Siderúrgica do Pecém ter iniciado suas operações somente no segundo semestre de 2016. Por isso, a inexistência de dados da companhia no primeiro semestre de 2016 mantém a base de comparação baixa ao comparar com o período de 2017, criando distorções que vão desaparecer somente a partir de janeiro de 2018.

Portanto, ao retirar a usina de Pecém da base de comparação do acumulado de janeiro a setembro de 2017 frente ao mesmo período do ano anterior, a produção de aço bruto cresce apenas 3,5% (e não 9,1%) e as exportações em quantum recuam 8,1% ao invés de crescerem 9,3% no mesmo período.

Em setembro de 2017, a produção brasileira de aço bruto foi de 3 milhões de t, uma expansão de 7,6% frente ao mesmo mês de 2016. Já a produção de laminados foi de 1,9 milhão de t no mesmo período, o que representa um aumento de 2,6% quando comparado com o apurado em setembro de 2016.

O consumo aparente foi de 1,8 milhão de t em setembro, 9,1% a mais do que o registrado no mesmo mês de 2016. As vendas internas cresceram 5,4% na mesma base de comparação, totalizando 1,5 milhão de toneladas.

As importações cresceram 7,3%, para 221 mil t, e aumentaram 36,1% em valor, para US$ 215 milhões, também na comparação entre setembro de 2017 e o mesmo mês de 2016.

As exportações foram de 1,2 milhão de t ou US$ 595 milhões, o que representam reduções de 13,7% em volume e de 4% em valor na mesma base de comparação.

Comente essa notícia