Notícias

Metal Mecânica

07/02/2018 - IPESI INFORMA

FEIMEC 2018: Trumpf apresentará novos processos que dobram a velocidade do corte de chapas com laser

Regra de ouro na indústria de corte e conformação de chapas metálicas, a fórmula "maior velocidade de corte é igual a maior potência do laser" acaba de ser contestada pela Trumpf. A empresa irá apresentar na Feimec dois novos processos que derrubam a correlação entre velocidade e quilowatts no corte laser de chapas. São eles: o Highspeed e o Highspeed Eco.

Com eles, não só velocidade é agora mais rápida como também o processo de "piercing" - e sem a necessidade de aumentar a potência do laser. Estes novos processos de corte permitem também um aumento de quase duas vezes na produtividade das chapas em relação ao corte padrão, graças ao design inovador do bico.

O processo Highspeed requer em média 40% a menos de nitrogênio e o Highspeed Eco 70% a menos. Essa novidade prova que a Trumpf alcançou mais um marco no caminho para a redução de custos das peças.

No corte por fusão, o gás, sob pressão relativamente elevada, sopra o material fundido para fora do corte, o que implica em custos operacionais elevados. A vantagem dos baixos custos de gás é desperdiçada por faces de corte oxidadas, que muitas vezes precisam ser retrabalhadas. Os novos processos Highspeed e Highspeed Eco, em contrapartida, são mais rápidos e utilizam menos gás, o que aumenta consideravelmente a rentabilidade da fusão de corte de aço carbono com nitrogênio. Além disso, utilizando o Highspeed Eco com laser de nitrogênio de 8 kW é possível cortar chapas de 12 mm - ante apenas 10 mm, pelo método convencional.

BICOS - No processo Highspeed utiliza-se um bico de fluxo duplo. Alguns dos gases de corte passam pelo centro deste bico, assim como o feixe de laser. O restante forma um fluxo secundário em torno do fluxo principal para concentrá-lo no corte, expulsando o material fundido de forma mais eficiente.

Já o processo Highspeed Eco apresenta um bico patenteado, chamado "Touchdown", equipado com uma bucha que força o gás diretamente para o corte, garantindo que pouco ou nenhum gás vaze para o lado. Enquanto esta bucha móvel desliza através do material durante o corte por fusão, o bico permanece a 1,5 mm da superfície da chapa. Isso garante que o bico suporte, sem esforço, qualquer cavaco durante o processo de piercing - o que acelera o corte e minimiza o risco de danos.

O Highspeed e Highspeed Eco podem ser usados para corte por fusão de chapas de aço carbono e aço inoxidável com pelo menos 4 mm de espessura. E apenas um bico é necessário nestes casos, o que torna as misturas menos prováveis e reduz o tempo de setup. As arestas de corte apresentam baixa rugosidade superficial e uma aparência homogênea de alta qualidade.

O Highspeed Eco pode ser usado em máquinas da série TruLaser 5000 equipadas com um laser de estado sólido de 8 kW. Em breve estará disponível para uso com laser de estado sólido de 6 kW. O processo Highspeed é apresentado em máquinas TruLaser Series 3000 equipado com um laser de 6 kW de estado sólido. Máquinas relativamente novas podem ser adaptadas para esses processos.

SERVIÇO:

Feimec - Feira Internacional de Máquinas e Equipamentos
Data: 24 a 28 de abril de 2018, no São Paulo Expo Exhibition & Convention Center
Horário: Das 10h às 19h (dia 28, das 9h às 17h)
Iniciativa: ABIMAQ - Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos
Promoção e organização: Informa Exhibitions
Patrocínio Oficial: Romi
Mais informações: www.feimec.com.br

Comente essa notícia