Notícias

Metal Mecânica

08/03/2018 - IPESI INFORMA

Produção e licenciamento de veículos crescem no primeiro bimestre

Nos meses de janeiro de fevereiro deste ano, 431,6 mil veículos foram produzidos no Brasil, resultado maior em 15% se comparado com o mesmo período do ano passado, com 375,1 mil unidades. Somente em fevereiro 213,5 mil unidades deixaram as linhas de montagem, 6,2% acima das 201,1 mil unidades de fevereiro de 2017. Quando defrontado com as 218,1 mil unidades de janeiro - mês com quatro dias úteis a mais em relação a fevereiro - o setor automotivo registrou queda de 2,1%. Os dados foram divulgados no dia 6 de março pela da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

No licenciamento, o registro do segundo mês de 2018 foi de 156,9 mil unidades comercializadas, alta de 15,7% contra as 135,7 mil de fevereiro do ano passado e baixa de 13,4% frente as 181,3 mil de janeiro. As 338,2 mil unidades licenciadas no acumulado do ano representam expansão de 19,5% ante as 282,9 mil de 2017.

As exportações cresceram 7,2% no bimestre: foram 112,7 mil unidades este ano e 105,1 mil no ano passado. Em fevereiro 66,3 mil unidades deixaram as fronteiras brasileiras, resultado inferior em 1,2% se comparado com as 67,1 mil de igual período do ano passado e aumento de 42,9% quando analisado contra as 46,4 mil de janeiro.

"O resultado deste primeiro bimestre é bastante importante para o setor. Os licenciamentos estão em alta e a média diária de vendas de fevereiro foi acima de janeiro, mesmo sendo um mês com menos dias úteis em razão das celebrações do Carnaval. Este ritmo, aliado ao bom nível de exportações, impulsiona a produção nas fábricas e contribui para melhor uso da capacidade produtiva", Antonio Megale, presidente da Anfavea.

CAMINHÕES E ÔNIBUS - As vendas de caminhões em fevereiro foram de 4,0 mil unidades, acréscimo de 54,6% se confrontado com as 2,6 mil de fevereiro do ano passado e diminuição de 11,4% ante as 4,6 mil de janeiro - também em razão da diferença de dias úteis. Até o segundo mês do ano 8,6 mil unidades foram comercializadas, o que significa elevação de 54,7% sobre as 5,6 mil de 2017.

Na produção o bimestre encerrou com 14,5 mil caminhões produzidos - resultado superior em 47,8% se comparado com as 9,8 mil de igual período do ano passado. Somente em fevereiro 7,8 mil unidades foram fabricadas, crescimento de 46,2% sobre as 5,3 mil de fevereiro do ano passado e de 15,8% frente as 6,7 mil de janeiro.

As exportações também apontam crescimento na comparação dos bimestres deste ano e do anterior: as 4,6 mil unidades exportadas em 2018 estão 43,3% maiores que as 3,2 mil unidades do ano passado. Em fevereiro 2,7 mil caminhões deixaram o País, aumento de 27,3% na análise com as 2,1 mil de fevereiro de 2017 e de 44,9% sobre as 1,9 mil de janeiro.

O licenciamento de ônibus no bimestre ficou em 1,7 mil unidades, crescimento de 84,4% se comparado com as 932 unidades do ano passado. Em fevereiro 871 unidades foram negociadas, expansão de 103,5% ante as 428 de fevereiro de 2017 e avanço de 2,7% sobre as 848 de janeiro.

A produção nos dois meses já transcorridos deste ano está 67% maior do que no ano passado, quando 2,4 mil chassis para ônibus saíram das fábricas - este ano o volume chegou a 4,1 mil. Apenas em fevereiro foram fabricadas 2,1 mil unidades, o que significa crescimento de 55,2% frente as 1,4 mil de fevereiro do ano passado e expansão de 8,4% contra as 1,9 mil de janeiro.

As exportações de ônibus no acumulado somam 1,4 mil unidades - acréscimo de 35,5% com relação as 1,1 mil do ano passado.

MÁQUINAS AGRÍCOLAS E RODOVIÁRIAS - As vendas de máquinas agrícolas e rodoviárias em fevereiro superaram janeiro em 49,7% - foram 2,4 mil unidades no segundo mês deste ano contra 1,6 mil no início de 2018. Na análise contra fevereiro do ano passado, quando 3,1 mil unidades foram vendidas, os dados ficaram menores em 22,5%. No bimestre o setor apresenta recuo de 30,2%, com 4,0 mil unidades em 2018 e 5,7 mil no ano passado.

A produção no acumulado registra 6,6 mil unidades, 1,4% superior às 6,5 mil fabricadas no ano passado. Em fevereiro a fabricação de novas máquinas diminuiu 10%, com 3,9 mil unidades naquele mês e 4,3 mil em fevereiro do ano passado. No comparativo contra janeiro, com 2,7 mil unidades, a alta é de 43,6%.

As exportações no bimestre ficaram em 1,8 mil unidades, o que significa crescimento de 50,6% ante as 1,2 mil do ano passado.

Comente essa notícia