Notícias

Metal Mecânica

08/05/2018 - IPESI INFORMA

Trumpf vende três máquinas durante a Feimec

A Trumpf Brasil esteve na segunda edição da Feimec - Feira Internacional de Máquinas e Equipamentos e levou bons resultados para casa. Foram três negócios fechados, outros dois já engatilhados e potenciais oportunidades de negócios, tanto com clientes ativos quanto novos clientes.

As três máquinas vendidas foram a TruLaser 5030 com a principal novidade da empresa no evento: o Highspeed Eco, uma grande inovação, segundo João C. Visetti, diretor-presidente da Trumpf Brasil. "Com ele dobramos a economia de gás do seu antecessor (Highspeed) na hora do corte, o que faz uma grande diferença nos custos operacionais. E hoje, com a necessidade de redução de custos, essa nova tecnologia Trumpf muda o jogo", comemora. A outra máquina comercializada foi a dobradeira TruBend 5130, também exposta na Feimec.

Otimista, Visetti comenta que a economia está se recuperando, o que favoreceu a realização de negócios e muitos contatos de qualidade. Segundo ele, as coisas vêm melhorando. São muitos interessados, existe a pesquisa de preço, mas há certo receio por parte do comprador, pois ainda é difícil concretizar vendas. "O tempo de maturação de um negócio está bastante longo, arrastando-se por 1 ano", diz o diretor-presidente.

No portfólio da Trumpf, outro destaque são as soluções para a indústria 4.0, também apresentados na feira. Porém, por se tratar de clientes de médio porte, acaba ficando distante da realidade deles. A Trumpf já tem clientes que utilizam suas soluções e outras negociações com empresas grandes, mas são exceções, já que o próprio parque fabril brasileiro está desatualizado e não permite a conectividade dos processos através de softwares.

"Talvez a próxima geração venha com uma cabeça diferente e entenda a necessidade da introdução da tecnologia para um melhor desempenho da indústria", afirma Visetti.

Comente essa notícia