Notícias

Metal Mecânica

08/06/2018 - IPESI INFORMA

Indústria de máquinas-ferramenta da Europa faz projeções otimistas para 2018



A indústria de máquinas-ferramenta da Europa faz projeções otimistas para 2018: crescimento de 7 a 9%, pois não há indicativos de que a entrada de pedidos irá se reduzir. É importante frisar, que a base de comparação não nada baixa. Em 2017, a produção de máquinas-ferramenta da Europa cresceu 8%, acima das previsões anteriores. O faturamento chegou aos 26 bilhões de euros. A participação no mercado global das máquinas de produção européia foi de 33%, de acordo com a Cecimo, que representa os fabricantes de máquinas-ferramenta Europa.

Segundo a Cecimo, a demanda por bens de capital encontra-se no nível recorde e há sinais claros de crescimento sustentado na manufatura global no início de 2018. A força industrial, finalmente expande-se para além da Alemanha, e a entidade prevê uma expansão global de 3,9% em 2018 e de 3,7% em 2019.

O comércio global também cresceu em 2017 e espera-se um que a expansão seja mantida, embora a um ritmo menor. Em 2017, a base de fabricantes associados à Cecimo exportou cerca de 20 bilhões de euros em máquinas-ferramenta, apresentando crescimento de 9,1% em relação a 2016.

Os principais destinos de exportações, fora da área dos países que fazem parte da Cecimo, foram China (15,4%), Estados Unidos (10,6%), Polônia (4,2%) e México (3,4%). Os aumentos nos pedidos do exterior indicam uma melhora nas exportações em 2018.

Em 2017, o consumo de máquinas região abrangida pela Cecimo somaram 16,5 bilhões de euros (5% acima de 2016) e a expectativa de crescimento é de 8,2% em 2018 e de 4,9% em 2019. Porém, os riscos geopolíticos permanecem. Os EUA são uma grande fonte de incertezas na política internacional e comércio exterior, tendo um impacto significativo para os negócios setoriais. O Brexit também traz riscos adicionais para as exportações de máquinas européias.

Comente essa notícia