Notícias

Metal Mecânica

06/09/2018 - IPESI INFORMA

Aquarius e Kaspersky firmam parceria para oferecer cibersegurança em ambiente industrial

A Internet das Coisas (IoT) proporciona novos níveis de produtividade e modelos de negócio. No entanto, com o aumento da conectividade, surge a necessidade crítica de monitorar as ameaças e vulnerabilidades também no ambiente de gestão da produção e automação industrial. Com base nesta visão, a Aquarius Software e a Kaspersky Lab firmaram parceria para levar soluções de cibersegurança para o ambiente industrial.

Segundo Márcia Campos, diretora executiva da Aquarius Software, a necessidade de proteção para os ativos digitais é notória e senso comum. Quanto à indústria também existe essa percepção, mas a definição dos sistemas e de como eles irão atuar junto aos servidores dos sistemas Scada ou PIMS, por exemplo, ainda gera dúvidas. "Para o ambiente de produção, segurança requer manter computadores funcionando pois, de outra forma, não se pode garantir que o processo permaneça estável ou seja levado a uma parada adequada, sem colocar em risco equipamentos e pessoas. Já para o ambiente de Tecnologia da Informação (TI), segurança significa que dados não sejam perdidos nem indevidamente acessados", comenta a executiva.

"Nós encontramos diversas oportunidades onde a tecnologia operacional pode ser otimizada com um conjunto de soluções que é planejado para cada perfil de indústria. Com o Kaspersky Industrial CyberSecurity estamos nos certificando de que a segurança da informação e a segurança operacional serão garantidas no escopo que oferecemos", declara Ricardo Caruso, diretor técnico da Aquarius Software.

A preocupação com o risco de ataques direcionados aumentou, mas quase dois terços (64%) das empresas sofreu pelo menos um ataque convencional de malware ou vírus em seus sistemas de controle industrial (ICSs) nos últimos 12 meses, de acordo com dados divulgados pela Kaspersky Lab em junho deste ano. Cerca de 30% das empresas sofreram um ataque de ransomware, e um quarto (27%) teve seu ICS violado por conta de erros e ações de funcionários. Os ataques direcionados ao setor responderam por apenas 16% em 2018 (diminuindo em relação aos 36% em 2017). Isso sugere que a preocupação e a realidade dos riscos de ataques direcionados são divergentes, e que as empresas que dependem do ICS ainda são vítimas de ameaças mais convencionais, como malware e ransomware, além de ataques direcionados.

"As ameaças cibernéticas aos ambientes industriais são fundamentalmente diferentes das ameaças tradicionais que as empresas ou indivíduos enfrentam, tanto em termos de complexidade quanto de escala de possíveis danos, o que pode ser desastroso. Quando se trata de sistemas produtivos, em que cada minuto de inatividade ou cada erro é crítico, a continuidade das operações tem prioridade máxima. É isso que diferencia a cibersegurança nas indústrias e em outros domínios e torna o trabalho com um parceiro especializado em softwares industriais tão importante", enfatiza Roberto Rebouças, diretor-executivo da Kaspersky Lab no Brasil.

A Aquarius Software e a Kaspersky Lab já iniciaram suas atividades conjuntas.

Comente essa notícia