Notícias

Metal Mecânica

20/09/2018 - IPESI INFORMA

Sandvik Coromant anuncia duas novas classes para torneamento de peças duras

A Sandvik Coromant anuncia duas novas classes para operações de torneamento interrompido de peças duras: a CB7125 e a CB7135. Disponíveis a partir de outubro de 2018, as classes completarão a oferta da empresa para torneamento de peças duras, complementando as classes CB7105 e CB7115 existentes.

As novas classes da companhia permitirão realizar cortes interrompidos médios a pesados e remover a camada endurecida (profundidade de corte até 2 mm) em peças de aço endurecido por indução e por cementação, geralmente, na indústria automotiva. A CB7125 e a CB7135 oferecem vida útil da ferramenta mais longa e mais consistente, bons níveis de acabamento superficial e tolerâncias dimensionais consistentes.

"Para todos que trabalham com peças de transmissão ou outras peças endurecidas, há um motivo para escolher essas classes de CBN," explica Torbjörn Ågren, gerente de produto para torneamento geral na empresa. "Não apenas para aumentar a velocidade e conseguir uma aresta mais segura e vida útil consistente da ferramenta, mas por que significam um menor custo por peça. Essas classes são especialmente adequadas quando o objetivo for uma estratégia de um só corte, chamada de corte único, com cavacos mais espessos e altas velocidades."

A CB7125 e a CB7135 são otimizadas para torneamento de aços com dureza de 58-62 HRC. Desenvolvida para corte intermitente médio, a CB7125 apresenta uma nova cobertura PVD que melhora a resistência ao desgaste e resistência a quebras para maior vida útil da ferramenta. Essa classe, que contém um médio teor de CBN, sendo ideal para torneamento de canais de eixo e eixos com bolsões ou furos de óleo chanfrados. Entre outras aplicações, estão o faceamento de engrenagens, o torneamento duro-a-verde de coroas dentadas e a remoção de camadas endurecidas.

A classe CB7135 é recomendada para o torneamento longitudinal eficiente de engrenagens e eixos com bolsões ou rasgos de chavetas não chanfrados, bem como componentes de junta homocinética como gaiola e anel interno/externo. Com um alto teor de CBN, a classe proporciona alta resistncia a quebras e resultados de usinagem previsíveis.

Disponíveis para os sistemas de ferramentas T-Max P, CoroTurn 107 e CoroTurn TR, as novas classes têm formato básico positivo e negativo, com várias preparações de arestas. As recomendações de dados de corte para a CB7125 incluem velocidade de corte de 100-200 m/min (328-656 pés/min.) e faixa de avanço de 0,05-0,45 mm/rot. (0,002-0,018 pol./rot.). Já para a CB7135, a velocidade de corte de 80-160 m/min (262-525 pés/min.) e a faixa de avanço de 0,05-0,4 mm/rot. (0,002-0,016 pol./rot.) devem ser alcançadas de acordo com a aplicação específica.

Comente essa notícia