Notícias

Metal Mecânica

28/09/2018 - IPESI INFORMA

Randon opta por soluções da Siemens PLM e relata resultados positivos

A Randon S.A. Implementos e Participações (Randon Implementos), maior fabricante de reboques e semirreboques da América Latina e entre os maiores do mundo, adotou o Teamcenter Product Cost Management (Tc-PCM), solução de gerenciamento de custos e lucratividade de produto da Siemens PLM Software, acelerando decisões com foco em redução de custo e em aumento de competitividade.

"A utilização do software tornou o processo de análise de valor muito mais veloz, preciso, transparente e eficiente, de forma que para subsistemas menores, foi possível realizar um Kaizen de Análise de Valor (metodologia que permite baixar os custos e melhorar a produtividade) para convergir, no âmbito conceitual, as melhorias de produto e de processo para o panorama mais competitivo em cinco dias de trabalho. Já nos primeiros trabalhos foram identificadas oportunidades em algumas linhas de produtos equivalentes a uma redução entre 5 e 15% nos tempos de produção e de 30% na otimização do layout, transformados em aumento de capacidade produtiva e maior competitividade. Desta forma, o retorno sobre o investimento realizado no software foi viabilizado. Nos estudos subsequentes já foram identificados ganhos ainda maiores, que ainda estão em processo de planejamento", conta Sandro Trentin, diretor de Tecnologia e Inovação da Randon Implementos.

Segundo Trentin, antes das soluções Siemens, os cálculos de custos eram realizados em planilhas Excel, sem padronização e de forma desconectada, com cada área trabalhando em sua própria planilha. O processo tinha grande dependência da área de custos e era muito sensível a oscilações nos parâmetros de custo, um cálculo praticamente deveria ser reiniciado a cada virada de mês, ou após algum questionamento ou consideração de diferentes cenários, resultando em um processo moroso e de baixa eficiência. Além disso, existiam dificuldades em avaliar múltiplos fatores para cálculos de retorno de investimento após um tempo.

Em janeiro de 2017 a Randon iniciou um trabalho de desenvolvimento em engenharia e análise de valor, amparada por uma consultoria internacional que apresentou o software PCM da Siemens como ferramenta mandatória para evolução desses processos. O software foi adquirido em junho do mesmo ano para melhorar o entendimento dos custos, aumentar a maturidade das discussões em torno dos custos dos produtos, dos processos produtivos e suportar as decisões sobre as iniciativas de redução de custo.


"A decisão pela escolha dos softwares da Siemens foi facilitada devido à ferramenta estar endossada pela consultoria e pelos trabalhos de engenharia e análise de valor. Avaliamos algumas ferramentas de outros fabricantes de software, porém, não foi encontrada nenhuma com a abrangência e a robustez do Teamcenter Product Cost Management (Tc-PCM). O bom desempenho dos primeiros estudos e o rápido atendimento da Siemens, com um especialista da ferramenta, que entende também do negócio automotivo, foram fundamentais para a escolha da solução" conta Trentin.

O executivo explica que, por exigir certa maturidade em relação a drivers de custo e muitas vezes o conhecimento especializado de alguns processos, a adoção da ferramenta está evoluindo de forma compassada. "Os trabalhos de engenharia e análise de valor estão sendo conduzidos de forma mais cadenciada. Inicialmente o PCM já nos entregou um maior conhecimento sobre a conformidade dos custos de itens comprados, facilitando a negociação com alguns fornecedores, provocando o desenvolvendo técnico e a consciência de custos na equipe. Decisões sobre compra de equipamento para melhorias de processo também contaram com grande contribuição do software que atua diretamente na simulação de cenários e em estimativas de custos", pontua Trentin.

TECNOMATIX - Em um cenário de elevada competitividade e retração de mercado, a Randon precisava de uma ferramenta que possibilitasse uma visão sistêmica de seus processos e fluxos. O portfólio da empresa é altamente diversificado, o que resulta em elevada variabilidade no ambiente produtivo. Nesse contexto, a simulação é uma poderosa ferramenta para a análise dinâmica das variáveis de processo. Para atender a essa necessidade, a Randon passou a utilizar o Plant Simulation em 2018, buscando uma visão holística de seus sistemas de produção e, consequentemente, maior assertividade no planejamento de capacidade produtiva e nas decisões de investimento.

"A solução Tecnomatix Plant Simulation da Siemens está plenamente alinhada com a estratégia da empresa de aplicação dos conceitos da Indústria 4.0. Os resultados obtidos forneceram subsídios para a otimização dos projetos, além de economias de investimento da ordem de 40%", relata Trentin.

Segundo Trentin, os primeiros projetos implementados foram utilizados para auxiliar a tomada de decisão de investimentos. Os modelos permitiram a identificação de gargalos e a avaliação de diferentes cenários de investimento. Os modelos de simulação também foram utilizados no balanceamento de linhas e na otimização do sequenciamento de mix produtivo, reduzindo tempo de aprovisionamento e aumentando a eficiência produtiva.

Comente essa notícia