Notícias

Eletrônica e Informática

26/10/2018 - IPESI INFORMA

Laboratório de EMC da TÜV Rheinland Brasil recebe acreditação da Anatel

Recentemente inaugurado em São Paulo e acreditado pela Coordenação Geral de Acreditação do Inmetro (CGCRE), o Laboratório de EMC (Compatibilidade Eletromagnética), Wireless e Dispositivos IoT (Internet das Coisas) da TÜV Rheinland Brasil, acaba de receber sua segunda acreditação, agora da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Com esta nova aprovação, o laboratório eleva seu escopo e passa a realizar testes exigidos também por resoluções da agência de telecomunicações.

A resistência a perturbações eletromagnéticas; imunidade a variações e interrupções rápidas de tensão; e imunidade a campos magnéticos são exemplos de novos ensaios em equipamento de Tecnologia da Informação, telecomunicação, eletroeletrônicos, fontes de alimentação e carregadores de baterias, entre outros, que são exigidos pela Anatel e que passam a ser executados pelo laboratório.

"Embora já estivesse acreditado pela CGCRE/Inmetro, a autorização da Anatel é também muito importante e chancela a qualidade e capacidade técnica do nosso laboratório, que está em plena operação com todos os relatórios para fins de certificação oficialmente aceitos pelas autoridades", afirma Mariano Mercado, gerente geral de Certificações na TÜV Rheinland.

Com investimentos da ordem de R$ 3 milhões, o novo laboratório é o único na cidade de São Paulo a estar ligado a uma certificadora e possui reconhecimento internacional pela infraestrutura tecnológica de ponta. Atualmente, o market share da TÜV Rheinland Brasil na certificação de dispositivos IoT é de 5% e, com este investimento, a expectativa é que a participação de mercado alcance 20% nos próximos três anos.

O grupo TÜV Rheinland possui estrutura para atendimento das demandas de Wireless/IoT global, em que os investimentos chegam aos 50 milhões de euros. Além do laboratório inaugurado, em São Paulo, a TÜV Rheinland possui laboratórios dedicados a estas tecnologias em vários países como Estados Unidos, Suécia, Japão, China e Índia, todos com equipamentos de última geração.

O novo laboratório paulistano está preparado para realizar os ensaios de compatibilidade e de interferência eletromagnética em equipamentos eletromédicos com tecnologia embarcada; produtos de tecnologia da informação e de telecomunicações; equipamentos para telemetria e controles de acesso e máquinas com eletrônica embarcada.

Quando um produto elétrico ou eletrônico está em conformidade com suas especificações técnicas e requisitos normativos, ele não provoca interferências em outros equipamentos e nem em si próprio, bem como atende aos níveis de imunidade estipulados. "Muitos dos produtos aptos a serem testados no laboratório precisam ser certificados e homologados pela Anatel. Como a primeira certificadora designada pela agência no Brasil, a TÜV Rheinland possui expertise e, agora, uma infraestrutura laboratorial que garante a precisão e a efetividade da emissão dos certificados e das avaliações dos produtos", explica Dalmo Macedo Terra, coordenador Técnico do Laboratório da TÜV Rheinland.

O aumento da demanda por testes de produtos IoT, que a cada dia estão mais presentes no cotidiano das pessoas em veículos, residências, hospitais e empresas em geral, aliado à falta de um centro de testes especializado ligado a uma certificadora levaram a TÜV Rheinland a investir no novo laboratório em São Paulo.

"Temos uma expectativa de alta demanda de testes destes equipamentos, que tendem a aumentar sua participação no dia a dia das pessoas. Neste sentido, o investimento em uma estrutura laboratorial foi providencial", afirma Igor Martins, analista Comercial da TÜV Rheinland.

Comente essa notícia