Notícias

Metal Mecânica

24/01/2019 - IPESI INFORMA

EtherCAT G atende necessidades de aplicações intensivas em dados



O desenvolvimento tecnológico EtherCAT G leva a alta performance do EtherCAT a um novo patamar, entregando velocidades Gbit Ethernet, necessárias para dar suporte a aplicações intensivas em dados. O mais recente desenvolvimento não só é compatível com padrão 100 Mbit/s EtherCAT, como também proporciona a mesma facilidade de uso. Além disso, o novo modelo de controle de área (branch controller) do EtherCAT G habilita a eficiente operação de múltiplos segmentos de redes em paralelo.

O EtherCAT G suporta o padrão Ethernet de taxas de transmissão de 1 Gbit/s; seu homólogo EtherCAT G10, já introduzido como um estudo tecnológico de prova de conceito, é mais rápido com taxas de dados de 10 Gbit/s. Com o atraso no tempo de propagação através dos dispositivos como fator limitante de um  lado, mas impulsionado pelo recém introduzido novo modelo de controle de área de outro, o EtherCAT G pode proporcionar aumento de performance de duas a sete vezes, dependendo da aplicação.

"O EtherCAT G e G10 incrementam a performance para níveis completamente novos e possibilitarão aos nossos clientes construir o melhor maquinário, de mais alta performance do mundo! O EtherCAT G e G10 não são destinados a substituir o padrão de grande sucesso EtherCAT, baseado na Ethernet 100 Mbit/s. Os novos níveis de performance são projetados como expansões compatíveis com sistemas", comenta Hans Beckhoff, diretor-gerente da Beckhoff.

A performance excepcional e a facilidade uso sempre foram a marca do EtherCAT. O EtherCAT G compartilha as mesmas características, embora alcance velocidades de transmissão ainda mais altas, sem mudanças no protocolo ou no software mestre EtherCAT. Totalmente compatível com o padrão EtherCAT, o EtherCAT G oferece as mesmas capacidades comprovadas em campo, incluindo diagnósticos incorporados, sincronização de alta precisão e agilidade no processamento de telegramas. Também é aderente ao protocolo IEEE 802.3 Ethernet.

O alto desempenho do padrão EtherCAT permanece mais que suficiente para a maior parte das aplicações atuais. O EtherCAT G foi desenvolvido especificamente em antecipação às aplicações de escala extremamente grandes e maior uso de equipamentos altamente intensivos em dados, como as câmeras machine vision, sistemas complexos de controle de movimento e equipamentos de medição operando com altas taxas de amostragem.

NOVO MODELO - O EtherCAT e o EtherCAT G podem ser combinados dentro de redes heterogêneas. Isso significa que o EtherCAT G escravo pode operar em 100 Mbit/s numa rede  EtherCAT e vice-versa. Em ambas as instâncias, o equipamento EtherCAT G cai para a taxa de 100 Mbit/s.

Com o novo modelo branch controller do EtherCAT G, as áreas  EtherCAT podem ser configuradas para habilitar operações paralelas em segmentos de 100 Mbit/s dentro de uma rede de 1 Gbit/s por meio da conversão das taxas de transmissão.

Por exemplo, o novo EK1400 EtherCAT G Coupler pode  criar um segmento que baixa a taxa de dados de Gbit/s para 100 Mbit/s, permitindo um amplo leque de terminais padrão EtherCAT disponíveis para ser usados como entradas/saídas em uma rede EtherCAT G. Baseado na capacidade de controle de área do EK1400, a taxa de dados de 1 Gbit/s no tronco EtherCAT G permanece sem ser afetado.

Outra vantagem do sistema modelo de controle de área do EtherCAT G é minimizar a propagação de atrasos. A nova série  CU14xx de controle de área é desenvolvida especificamente para interconectar os segmentos EtherCAT e EtherCAT G e habilitar a operação paralela. Essa configuração reduz significativamente os tempos de propagação de sinal e, assim, reduz os tempos de comunicação e de ciclos, porque os telegramas voltando de um determinado segmento viajam diretamente de um controlador de área o mestre com taxas de transmissão mais altas de 1 Gbit/s, independentemente de outros segmentos de rede.

Comente essa notícia