Notícias

Eletrônica e Informática

12/03/2019 - IPESI INFORMA

Setor de energia fotovoltaica é estratégico para a Fluke

O mercado brasileiro de Energia Fotovoltaica está em crescimento. De acordo com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), o setor deve ter um aumento de 44% na capacidade instalada em 2019, ultrapassando a marca de 3,3 gigawatts (GW) e atraindo mais de R$ 5,2 bilhões em novos investimentos privados ao país. O faturamento do mercado com um todo deve crescer 88,3%, em comparação a 2018.

Acompanhando esta evolução, a Fluke, anuncia a ampliação de sua área de atuação e o redirecionamento de esforços para atender também o mercado brasileiro de energia fotovoltaica.

De acordo com Rodrigo Pereira, engenheiro de Vendas do segmento de energia, a área fotovoltaica tornou-se estratégico para a companhia justamente por tratar-se de um mercado de tão vigoroso crescimento. "O Brasil possui um grande potencial para esta fonte de energia. Em muitas regiões do país temos espaço e alta incidência solar, ambos fundamentais em se tratando desta tecnologia. Em outros países com bem menos potencial a energia solar representa uma fatia significativa na geração de energia e, no Brasil, temos, neste momento, somente 1% de representação", ressalta. "A tecnologia Fluke pode contribuir muito para impulsionar este mercado, já que nossas ferramentas de teste e medição ajudam instaladores, fabricantes e clientes a terem alta performance nas instalações", completa o executivo.

A empresa já possui uma equipe de engenharia dedicada ao segmento de energia renovável e, agora, como resultado, passa a disponibilizar cerca de 100 modelos de ferramentas especialmente indicadas a este mercado. Na linha Fotovaltaica, destaque para os equipamentos de qualidade de energia, câmeras termográficas e multímetro/alicate de carente.

Comente essa notícia