Metal Mecânica

Com muitas novidades, nova versão do hyperMILL está disponível no mercado brasileiro

A Open Mind lançou no mercado brasileiro a mais recente versão do software hyperMILL – a 2019.2. Segundo Bruno Watanabe, diretor da empresa no Brasil, em relação à versão anterior, a atual traz novos ciclos para 5 eixos, ciclos específicos para acabamentos de canto com fresa cônica barril, ciclos para redução de raio, ferramentas que ajudam o programador no gerenciamento, entre outros. No CAD, traz novas ferramentas de curva e retrabalho, por exemplo. As inovações ajudam a aumentar a produtividade. Houve casos em que o tempo de programação foi reduzido em 20% em relação à versão anterior.

Segundo Watanabe, a empresa vem apresentando expansão significativa no mercado brasileiro. “Em 2018, crescemos 30% em faturamento no Brasil. No mundo o grupo cresce entre 13% e 14%”, afirma. Ele acrescenta, porém, que a filial brasileira é uma das mais recentes.

Uma estratégia adotada pela empresa para divulgar as qualidades do hyperMILL são as parcerias com os fabricantes e distribuidores de máquinas. Na Expomafe, máquinas programadas com o CAM podiam ser vistos em vários estandes, como o da Mitsui Motion, Mikron, DMG e Pan Machine. Uma Hermle programada com o CAM estava exposta no próprio estande da Open Mind .

Alguns ainda acham que ter uma licença (a empresa vende licenças perpétuas de seu software e não trabalha com o modelo de assinatura) de uma empresa como a Open Mind é algo inacessível. Não é. Para um torno, uma licença mais simples custa a partir de R$ 12 mil, segundo Watanabe, frisando que o hyperMILL está presente em empresas de todos os portes, que buscam produtividade. “Temos um usuário do segmento automotivo que comprou nosso software para reduzir o ciclo de usinagem em 10 segundos.” No caso, o volume produção era elevado e justificava o investimento.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados