Metal Mecânica

Index busca penetração no mercado aeroespacial brasileiro

A Index Tornos Automáticos está começando a atuar no segmento aeroespacial brasileiro. Entre as soluções que a companhia oferece para o segmento, está o centro de torneamento fresamento G 420, que pode ser aplicado para fabricar peças de até 1.800 cm, de acordo com Leopoldo Schenk, diretor da empresa no Brasil, destacando que a máquina conta com cabeçote de 5 eixos de fresamento, que se caracteriza pela robustez. “É como se fosse um centro de usinagem dentro do torno”, comenta. Além G420, a Index conta com outras máquinas que podem ser aplicadas nas indústrias aeroespaciais, como as recentemente lançadas G200 e G220, e a TNL 20.

Schenk conta que no Brasil, profissionais da companhia já fizeram várias visitas. “Estamos começando a fazer orçamentos”, informa, frisando que os preços das máquinas de sua empresa são muito competitivos. O executivo explica que há estudos que indicam que a compra de uma máquina representa 34% em média do custo do cliente. Os restantes 66% são gastos com ferramentas, manutenção, energia e outros. “Assim, no ciclo de produção o preço da máquina em si não é suficiente para determinar se a máquina é cara ou barata. É preciso observar o retorno do investimento”, comenta.

A Index trabalha com máquinas importadas e também máquinas de produção nacional. Por aqui são fabricados as IT 600 e as MC 200, que são muito conhecidas e bem avaliadas. Na Expomafe, um dos destaques no estande foi a máquina de cabeçote móvel TNL 20, que é muito utilizada no segmento de implantes dentários. Um empresa brasileira do segmento adquiriu recentemente 8 unidades desse modelo para complementar sua linha de produção que conta com 120 máquinas Index.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados