Metal Mecânica

Stratasys planeja lançar impressoras 3D para materiais metálicos em 2020

A Stratasys lançou no mercado brasileiro a impressora 3D desktop F 120. A máquina é baseada na tecnologia FDM de manufatura aditiva de nível industrial, tem capacidade de imprimir até três vezes mais rápido do que as soluções da concorrência e com desempenho comprovado 24×7. Possui controles simples, automonitoramento remoto, hardware de impressão 3D exclusivo e níveis altos de confiabilidade e repetibilidade.

A empresa também lançou a impressora 3D de estereolitografia Stratasys V650 Flex, que combina possibilidades de produção em larga escala aos ajustes finos e à disponibilidade de uma ampla gama de resinas, com o objetivo de oferecer maior precisão e menores custos no desenvolvimento de protótipos e peças impressas em 3D. A solução é um dos primeiros sistemas de grande escala para a criação de peças confiáveis e de alta qualidade para conceitos de design, validações, microfundição, produção de ferramental e moldagem por injeção. Os lançamentos foram apresentados na Expomafe.

Até o momento, a Stratasys só oferece impressoras 3D que trabalham com plásticos. Até o final de 2020, porém, a empresa deverá lançar impressoras para materiais metálicos. “Estamos desenvolvendo impressoras para metais”, afirma Juan Miralles, Latam Territory Sales Leader da empresa. De acordo com o executivo, as impressoras 3D que trabalham com materiais metálicos utilizam a tecnologia SLS (Sinterização Seletiva a Laser) e acabam custando caro. “Muitas vezes essas impressoras 3D não são competitivas com os processos de manufatura tradicionais”, afirma. “A Stratasys vai lançar impressoras metálicas com preços competitivos”, afirma.

De acordo com Miralles, o uso de impressoras 3D vem crescendo em todo o mundo. Só no Brasil, a empresa conta com uma base instalada de 450 máquinas, das quais cerca de 50% são aplicadas para prototipagem. A outra metade é aplicada para manufatura de produtos de uso final.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados