Eletrônica e Informática

De 13 a 15 de maio, 179 municípios brasileiros vão brindar a ciência

O Brasil é o país que terá o maior número de cidades participantes do festival mundial de divulgação científica Pint of Science este ano: 179 municípios de todas as regiões do país vão brindar a ciência nos dias 13, 14 e 15 de maio. “Falar sobre ciência não é apenas uma escolha, mas uma necessidade para enfrentar desafios presentes e futuros”, diz o coordenador nacional do evento, Luiz Almeida.

 

Aproximar a ciência da sociedade de forma descontraída e acessível é o principal objetivo do festival, que busca estabelecer um diálogo aberto e informal entre os cientistas e o público, proporcionando uma experiência única e divertida. “Em um mundo pós-Covid, a importância de discutir ciência se torna mais fundamental do que nunca. A pandemia destacou a necessidade urgente de compreensão científica, informação precisa e colaboração global”, acrescenta Almeida.

 

No ano passado, já houve um recorde de participação com 120 cidades se unindo à iniciativa, marca que será superada este ano, com a inclusão de 41 municípios que nunca sediaram o evento, e o retorno de várias cidades que haviam deixado de participar da edição anterior. “Isso mostra que o festival continua em plena ascensão. E desta vez sairemos dos bares e restaurantes e vamos também para praças públicas e outros locais a céu aberto”, revela o coordenador. A expectativa é que cerca de 25 mil pessoas participem do evento.

 

EVOLUÇÃO – Em 2012, Michael Motskin e Praveen Paul, na época pesquisadores do Imperial College London, organizaram um evento chamado Encontro com pesquisadores, trazendo aos laboratórios pessoas acometidas por Alzheimer, Parkinson, doenças neuromusculares e esclerose múltipla para mostrar o tipo de pesquisa que estavam realizando. A experiência foi tão inspiradora que os dois cientistas pensaram: por que os pesquisadores não podem sair de seus laboratórios para encontrar as pessoas? Foi assim que nasceu o Pint of Science, com a primeira edição acontecendo na Inglaterra em maio de 2013.

 

No Brasil, a história começa em 2015, quando o Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, realizou a iniciativa pela primeira vez em uma cidade da América do Sul. De lá para cá, o festival foi ampliando seu impacto e expandindo-se pelo país, até que veio a pandemia de Covid-19, o que obrigou a adaptação do modelo para versões online em 2020, 2021 e 2022.

 

Mais informações:

Site do evento no Brasil: https://pintofscience.com.br

Site do evento global: https://pintofscience.com

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo