Metal Mecânica

Intech Trumpf Digital destaca produtos para o segmento de chapas metálicas e tecnologia a laser

Nos dias 22 e 23 de março, a Trumpf realizou a Intech Trumpf Digital. Com o mote YouWin, significando a sinergia de sucesso entre a companhia e seus clientes, o evento foi apresentado direto das instalações da empresa em Ditzingen, na Alemanha, em formato virtual, e deu destaque a produtos inovadores projetados para o segmento de chapas metálicas e tecnologia a laser.

Especialistas da Trumpf Brasil fizeram apresentações sobre as novas tecnologias, produtos e soluções para a produção 4.0 – das linhas semi-automatizadas às totalmente autônomas. Foram duas sessões de visita guiada para brasileiros, com apresentação em português, nas quais a Trumpf mostrou as principais novidades em máquinas-ferramenta e tecnologia laser;

Conduzida pelo gerente de aplicação da Trumpf Brasil, Diogo Corazza, a apresentação destacou a TruPunch 3000 / TruMatic 3000, puncionadeira podendo ser combinada com o laser a um sistema de automação que permite o processo de corte, conformação, rosqueamento e dobra; a TruLaser da série 5000Fiber, com até12 kW de potência laser, a TruLaser3030/ 3040 Fiber com o mais novo dispositivo de corte, o RotoLas, que permite a máquina de corte a laser 2D processar tubos e perfis, convertendo a operação de base plana para processamento de tubo em tempo muito curto. Outros destaques foram a TruLaser Tube 3000, destinada a quem está se iniciando no mercado de corte tubos, a TruLaserCell 5030 para prestadores de serviço que necessitam corte e solda 2D/3D, e uma das máquinas mais compactas para o processamento de solda laser, a TruLaser Station 7000, que oferece soluções para solda automatizada MIG/MAG e solda Laser.

“A InTech conseguiu levar aos nossos clientes a última tecnologia da Trumpf em máquinas, sistemas e soluções para a indústria de corte, puncionamento, dobra, marcação, solda e manufatura aditiva, tanto para grandes plantas e demandas de produção como para o prestador de serviço que está entrando agora no mercado. O mote resumiu a visão da Trumpf: se o cliente ganha, a Trumpf ganha”, diz o CEO da Trumpf Brasil, João Visetti.

 

MESAS-REDONDAS  – A programação incluiu a realização de mesas-redondas ao vivo, com destaque para “Smart Factory: o próximo passo lógico na evolução tecnológica” e “Automotiva: bateria e célula para combustível – como será a mobilidade de amanhã”. Os debates contaram com players do mercado da indústria e do setor automotivo, como Christian Schmidtz, CEO da Laser Technology na Trumpf, Christina Sandu, Head da Smart Factory Consulting, prof. dr. Christian Mohrdieck, Managing Director da Daimler Truck& Volvo Group Company, entre outros especialistas.

Na live,  os especialistas apresentaram as soluções da Trumpf para pequenas e médias empresas na digitalização dos seus processos e serviços, ressaltando a importância da inteligência artificial para a implementação de novos conhecimentos e estratégias para um mundo cada vez mais conectado, fluxo de produção (intralogística), manutenção preditiva, parcerias colaborativas e interfaces abertas.

“A Smart Factory é uma realidade muito positiva no mundo dos negócios e da indústria. Atualmente, o uso de softwares está aliado à inteligência artificial, o que facilita na busca das soluções para as demandas dos clientes, otimiza o processo da indústria e promove mais transparência na produção, fatores que ajudam grandes e pequenos empresários do setor”, explica Visetti.

A mesa-redonda automotiva debateu a importância do investimento em soluções para transportes coletivos e energia limpa e renovável, com as novas tecnologias a laser para a fabricação de baterias sustentáveis e células para combustível, usadas nos carros elétricos.

Na oportunidade, foi realizada uma enquete com os participantes e apenas 1% deles respondeu que usa carro elétrico para trabalhar, o que reforçou a importância do tema em debate. “Os desafios da eletromobilidade ainda são muitos, principalmente no Brasil, com sua topografia irregular e um modal automotivo onde prevalece o consumo de combustíveis fósseis. Mas já vemos iniciativas interessantes em outros países, como o incentivo ao uso de carros híbridos, que começam a ser pensadas no Brasil”, diz Visetti.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo