Eletrônica e Informática

Nice Brasil inaugura sede de R$ 140 milhões em Limeira

A Nice Brasil, filial do Grupo Nice, multinacional italiana que atua no segmento de soluções para gerenciamento e segurança de residências e edifícios, inaugura uma nova sede em Limeira (SP), fruto de investimento de R$ 140 milhões. O grupo está presente em 23 países de cinco continentes, com 13 fábricas, 15 centros de P&D e 2.800 funcionários.

 

A sede brasileira da Nice é uma fábrica inteligente, inspirada nos princípios da Indústria 4.0, com uma nova abordagem de produção baseada no uso de tecnologias de ponta, projetadas para melhorar as condições de trabalho, criar um modelo de negócio sustentável e aumentar a produtividade e a qualidade de produção das fábricas. Com 20 mil metros quadrados e mais de 260 colaboradores, o complexo é também um dos centros internacionais de pesquisa e desenvolvimento (P&D), que garante produtos de ponta e de alta qualidade, capazes de proporcionar uma vantagem competitiva e atender às necessidades das pessoas em consonância com as tendências de mercado atuais e os hábitos diários.

 

A planta, atualmente responsável pela produção da linha de motores basculantes, deslizantes e pivotantes, também deve receber produtos da linha de negócios de Smart Home (casa inteligente). A Nice utilizará a nova planta na sua estratégia de conquistar a liderança em automação residencial, comercial e corporativa na América Latina. Além disso, o complexo vai suportar os planos da companhia de exportar globalmente os produtos feitos no Brasil.

 

“A inauguração desse complexo industrial reflete o compromisso da Nice com seus clientes, parceiros, comunidade e, principalmente, com o nosso caminho internacional de sustentabilidade. O compromisso da Nice com o respeito ao meio ambiente se baseia em dois aspectos distintos: diminuir o impacto direto das atividades produtivas e comerciais, como passamos a fazer com a nova fábrica de Limeira; e criar dispositivos e soluções inteligentes que minimizem os impactos ambientais dos edifícios em que são instalados. A planta de Limeira incorpora esses valores e é um marco para o desenvolvimento da companhia no Brasil, na América Latina e globalmente, uma vez que o país é estratégico para o crescimento do Grupo”, declara Roberto Griffa, CEO da Nice.

 

“Esta fábrica marca uma importante fase para os negócios da companhia na América Latina. Esse polo vanguardista de soluções inovadoras tem papel fundamental na expansão das nossas linhas de produtos e, consequentemente, negócios na região. Além de se tornar um novo hub de tecnologia, inovação, pesquisa e desenvolvimento global”, acrescenta Hector Trabucco, diretor geral da Nice Brasil e América Latina.

 

A nova sede da Nice no Brasil teve o projeto arquitetônico assinado pelo estúdio italiano MCA – Mario Cucinella Architects. A fábrica foi projetada para atender aos requisitos da certificação LEED e ser referência para a arquitetura industrial sustentável.

 

A fachada principal, voltada para a via pública principal, é bem iluminada pela luz natural e é a característica marcante do projeto. O interior contém dois andares de escritórios com áreas comuns e espaços dedicados a treinamento, além do átrio com vista para a área produtiva e showroom, com as principais soluções da Nice. Os visitantes, instaladores e distribuidores poderão testar a conectividade, observar o design, segurança e a praticidade dos produtos Nice.

 

A nova sede brasileira da Nice foi projetada para reduzir o consumo de energia por meio de uma série de medidas ativas e passivas, que aproveitam as condições climáticas da região e permitem que as instalações e a sede da empresa funcionem totalmente autossustentável em alguns períodos do ano, sem emissões de carbono, em acordo com as metas de redução de CO2 realizado pela empresa globalmente.

 

O telhado icônico do edifício, principal característica arquitetônica, é também o mais importante dispositivo de controle ambiental passivo do complexo: ele protege contra a radiação solar direta durante os meses mais quentes do ano, e permite que todos os espaços internos recebam luz natural difusa. A fachada inclui seções que podem ser abertas, o que possibilita que todo o edifício desfrute de ventilação natural durante dois terços do ano.

 

A área de produção opera sem a necessidade de refrigeração ou aquecimento, devido à combinação da massa térmica e da ventilação natural. Já nos showrooms e nos escritórios há um sistema de uso misto que incentiva o uso de ventilação natural, reduzindo as cargas gerais de resfriamento.

 

Outro ponto de destaque é que a cidade de Limeira caracteriza-se por ângulos solares elevados, com a implementação de uma saliência horizontal e otimizando a profundidade, foi possível criar uma sombra completa nas fachadas de vidro durante as horas centrais do dia, reduzindo a radiação incidente em 47%, evitando o risco de superaquecimento. Além disso, a incorporação de lagoas e áreas de água ajuda a mitigar o escoamento de águas pluviais e direcionar a água da chuva para um reservatório de 30 metros cúbicos para armazenar a água da chuva e reutilizar na irrigação.  (foto: Adriano Pacelli/divulgação)

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo