Metal Mecânica

Servitização de máquinas-ferramenta é o próximo tema dos webinars Indústria Xperience

No próximo dia 11 de agosto, a Indústria Xperience  realizará mais um webinar on demand. A plataforma 100% digital da Feimec – Feira Internacional de Máquinas e Equipamentos e da Expomafe – Feira Internacional de Máquinas Ferramenta e Automação Industrial, apresenta o episódio Servitização de Máquinas- Ferramenta.

Raphael Galdino, professor do Insper (Instituto de Ensino e Pesquisa), e Douglas Pedro de Alcântara, Chief Technology Officer da Romi S.A., são os convidados da ocasião, e conversam com Mauro Andreassa, consultor e coordenador de conteúdo da Indústria Xperience. Galdino afirma que a servitização faz parte da economia do país, uma vez que o cidadão consome mais serviço do que produto em seu dia a dia.

“Os modelos de negócios que vamos apresentar neste webinar, desenvolvidos em conjunto com a Romi, são para que consigamos entender como as novas tecnologias habilitadoras podem ajudar no desenvolvimento destes modelos. A inovação não vem só com a criação de uma nova tecnologia e um produto conhecido, mas pode vir mudando a forma como a empresa se relaciona com seu cliente”, diz o professor do Insper.

Galdino ainda comenta que será apresentado o projeto do Insper que traz os Sistemas Produto – Serviço (PSS – Product Service System) para máquinas/ferramentas. O projeto é um trabalho de conclusão de curso do núcleo de engenharia mecânica, mecatrônica e engenharia de computação do instituto, que se relaciona às novas tecnologias digitais em um ambiente da Indústria 4.0, que pode ser dividido em três classes: PSS orientado ao produto; PSS orientado ao uso; e PSS orientado ao resultado.

Neste novo modelo de negócio, o cliente passa a pagar pelo uso de um equipamento (uma espécie de locação), ao invés de adquirir o bem. Douglas Pedro de Alcântara, CTO da Romi, participa do episódio apresentando o case ‘Conceito de Machine – as – a – Service’, introduzido pela empresa no Brasil. O novo negócio, segundo Alcântara, apresenta características como a franquia de uso em horas/mês, a responsabilidade do fabricante em manter a máquina operacional, a retirada da máquina ao final do contrato e a conectividade. “A idade média das máquinas/ferramentas no Brasil é de 17 anos, nos Estados Unidos seis anos, e na Alemanha é de quatro anos. A competitividade no Brasil, como um todo, sai perdendo muito com relação a esses mercados na produção de uma peça equivalente ou similar. Apesar do Brasil ter um mercado suficiente e expressivo, é importante levar este tempo de uso das máquinas em consideração. Quanto mais alta é a média do tempo de uso das máquinas, menor é a produtividade. Pretendemos mostrar neste webinar que existe uma solução para o usuário final com a qual ele consiga mais produtividade, mesmo sem capital para investir na compra de uma nova máquina”, completa o CTO da Romi.

O webinar Servitização de Máquinas-Ferramenta será apresentado no dia 11 de agosto, às 17 horas, pela plataforma da Indústria Xperience.  Para inscrições, visite: https://industriaxperience.e-event.com.br/

Para fazer sua inscrição em todos os episódios, gratuitos, da Indústria Xperience, acesse o link e acompanhe mais informações pelo site https://industriaxperience.e-event.com.br/

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo