Eletrônica e Informática

2035 E-Mobility Taiwan foca a digitalização da mobilidade

O mercado de veículos elétricos e com outras tecnologias que reduzem a emissão de poluentes está em pleno crescimento no mundo todo. Além disso, a tendência é que os automóveis cada vez mais se tornem numa espécie de produto eletrônico móvel, capaz de dispensar a intervenção humana para ser guiado. Para concretização desse novo ambiente automotivo, será necessária toda uma infraestrutura tecnológica, que demandará não só soluções de hardwares e softwares, tecnologia 5G, assim como também muito trabalho colaborativo. Não sem razão, tradicionais montadoras anunciam acordos entre elas, com empresas do setor eletrônico, com desenvolvedores de softwares e startups planeta afora.

Um país bem posicionado para aproveitar as oportunidades que surgem nesse novo ambiente de mobilidade é Taiwan, que detém conhecimento de ponta em diversos segmentos de tecnologia, como na produção de chips, montagem de eletrônicos, softwares, além de institutos de pesquisa e mão de obra qualificada.

Para mostrar como o país pode colaborar para a criação desse novo ambiente de mobilidade e apresentar as tendências e novidades tecnológicas que pipocam mundo afora, o Taiwan External Trade Development Council (Taitra) vai organizar o “2035 E-Mobility Taiwan”, feira de negócios que será realizada de 20 a 22 de outubro, no Taipei Nangang Exhibition Center, Hall 2 (TaiNEX 2).  Empresas como a mTarc, Delta Electronics e MIH Alliance devem participar do evento. Destaque-se que essas empresas já têm participação no mercado global da nova mobilidade.

Pesquisa da Topology Research Institute prevê que 80% dos novos carros serão equipados com tecnologia de rede até 2025, e o número de carros em rede chegará a 74 milhões em todo o mundo; a Intel e o SA International Research Institute prevêem que, em 2050, a “economia de passageiros” para a direção autônoma terá alcançado um potencial de mercado de US$ 7 trilhões (incluindo os vários serviços de valor agregado fornecidos no carro). Além disso, o Automotive Research & Testing Center (ARTC) também estima que, em 2050, os componentes eletrônicos automotivos representarão até 50% de um veículo inteiro.

É óbvio que a eletrônica automotiva e os serviços de software desempenharão um papel fundamental nesta era de inteligência automotiva. Com suas fortes vantagens nas indústrias de TIC e recursos para integrar software e hardware, Taiwan provou ser um grande fornecedor. Como tal, está em uma excelente posição para abrir o mercado internacional de veículos elétricos e carros autônomos sob esta onda de “transformação digital” na indústria automotiva global.

Mais informações sobre o evento estão disponíveis no link: www.e-mobilityshow.com.tw .

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo