Metal Mecânica

BNDES e Senai lançam programa de apoio à transformação digital de micro, pequenas e médias empresas

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou apoio de até R$ 20 milhões não-reembolsáveis para estímulo a projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P,D&I) com foco em indústria 4.0 e transformação digital em Micro, Pequenas e Médias Empresas (MPMEs). Os recursos, provenientes do BNDES Funtec, serão direcionados ao Serviço Nacional de Aprendizagem (Senai), responsável pela gestão da iniciativa, que também é apoiada pelo Ministério da Economia e pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial. A ação – que faz parte do Programa Brasil Mais, acordo de cooperação técnica estabelecido em 2019 entre SENAI E o Ministério da Economia – foi anunciada no dia 27, na sede da CNI, em Brasília.

“A iniciativa ajuda a promover o desenvolvimento tecnológico de soluções para a Indústria 4.0 e permitirá que as aplicações desenvolvidas sejam disseminadas, propiciando o aumento de produtividade das micro, pequenas e médias empresas, o que é fundamental para a competitividade da indústria nacional”, declara o diretor de Crédito Produtivo do BNDES, Bruno Aranha.

A expectativa é que sejam desenvolvidas até 60 soluções dentro dos 88 institutos Senai de Inovação e Tecnologia, presentes em todo o território nacional, e que cada uma seja implementada em pelo menos 20 MPMEs. Os números indicam um potencial de 1.200 MPMEs impactadas. Dentre as tecnologias desenvolvidas estão a instalação de sensores em fábricas, permitindo controle e tomadas de decisão automáticas.

O Senai será responsável por lançar chamadas públicas para selecionar empresas que queiram apoio para desenvolver as soluções ligadas à Indústria 4.0. Os demais parceiros participarão da definição e priorização dos temas das seleções e farão o monitoramento do acompanhamento físico e financeiro realizado pelo diretório nacional do Senai.

O BNDES apoiará 50% da iniciativa. O restante será custeado pela ABDI e Ministério da Economia (R$ 5,5 milhões), pelo Senai (R$ 2,5 milhões) e por empresas privadas (R$ 12 milhões). A aplicação dos recursos será acompanhada por um sistema de gestão financeira do Senai que já passa por auditoria externa.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo