Metal Mecânica

Embraer apresenta aviões conceito para atingir meta de zero emissões de carbono até 2050

A Embraer anunciou uma família de aeronaves conceito, concebida para ajudar a indústria a atingir sua meta de zero emissões líquidas de carbono até 2050. A empresa fez parceria com um consórcio internacional de universidades de engenharia, institutos de pesquisas aeronáutica e pequenas e médias empresas para entender melhor a captação, armazenamento e gerenciamento térmico de energia, e suas aplicações para a propulsão sustentável de aeronaves.

A nova família, a “Energia Family”, é composta por quatro aeronaves conceito de tamanhos variados que incorporam diferentes tecnologias de propulsão – eletricidade, célula de combustível de hidrogênio, turbina a gás de duplo combustível e híbrido-elétrico. Os  aviões estão sendo analisados de acordo com a viabilidade técnica e comercial.

O primeiro avião, o Energia Hybrid (E9-HE) tem propulsão híbrida-elétrica e apresenta até 90% de redução das emissões de CO2. Com 9 assentos, tem motores montados na parte traseira. A expectativa é que a tecnologia esteja disponível em 2030. O Energia Electric  (E9-FE) tem propulsão elétrica completa e apresenta emissões zero de CO2. Tem 9 assentos e hélices contra-rotativas traseiras. A tecnologia deve estar disponível em 2035.

O Energia H2 Fuel Cell Gas Turbine (E19-H2FC), por sua vez, tem propulsão elétrica de hidrogênio e apresenta emissões zero de CO2. Com 19 assentos, tem motores elétricos montados na parte traseira. A disponibilidade da tecnologia é prevista 2035.

Já o Energia Gas Turbine (E50-H2GT) tem propulsão de hidrogênio ou SAF/JetA. Com redução de emissões de CO2 em até 100%, tem 35 a 50 assentos. Os motores são montados na parte traseira. A disponibilidade da tecnologia está prevista para 2040.

“Vemos nosso papel como desenvolvedor de novas tecnologias para contribuir com a indústria em suas metas de sustentabilidade. Não há solução fácil ou única para chegar à emissão zero. Novas tecnologias e sua infraestrutura de suporte serão disponibilizadas com o tempo. Estamos trabalhando agora para ajustar os primeiros conceitos de avião, aqueles que podem começar a reduzir as emissões o quanto antes. Aeronaves pequenas são ideais para testar e comprovar novas tecnologias de propulsão para que elas possam, posteriormente, ser aplicadas em aeronaves maiores. É por isso que nossa Energia Family é uma plataforma tão importante”, explica Luis Carlos Affonso, vice-presidente sênior de Engenharia, Tecnologia e Estratégia Corporativa da Embraer.

“Veremos uma grande transformação em nosso setor para uma aviação mais sustentável. Com 50 anos de experiência no desenvolvimento, certificação e suporte de aeronaves regionais, a Embraer está em uma posição ímpar para viabilizar a introdução de novas tecnologias inovadoras e sustentáveis”, comenta Arjan Meijer, presidente e CEO da Embraer Aviação Comercial, discorrendo sobre a estratégia da empresa em relação à sustentabilidade.

Os aviões da Energia Family ainda estão na fase de projeto, mas Embraer já avançou na redução das emissões de suas aeronaves. A empresa testou combustível sustentável de aviação (SAF), misturas de cana-de-açúcar e combustível derivado da planta de camelina e combustível fóssil, na sua família de E-Jets. A meta da empresa é ter todos os aviões da Embraer compatíveis com SAF até 2030. Em agosto passado, a Embraer fez voos com seu Demonstrador Elétrico, um monomotor EMB-203 Ipanema, 100% movido a eletricidade. Já um demonstrador de célula de combustível de hidrogênio está planejado para 2025 e o eVTOL, um veículo de decolagem e pouso vertical totalmente elétrico e com zero emissões, está sendo desenvolvido para entrar em operação em 2026.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo