Metal Mecânica

Entrada de pedidos para os fabricantes de máquinas-ferramenta da Itália voltam a crescer

No primeiro trimestre de 2021, os pedidos de máquinas-ferramenta coletados pelos fabricantes italianos voltaram a crescer. O chamado índice Ucimu apresentou aumento de 48,6% nos primeiros três meses do ano em relação ao mesmo período de 2020. O valor absoluto do índice foi de 169 (o índice tem como base 100 o ano de 2015)

O resultado geral deveu-se principalmente ao excelente desempenho dos fabricantes no mercado interno da Itália. No mercado interno, os fabricantes italianos registraram um aumento de 157,9% nas encomendas em relação ao mesmo período do ano anterior. O valor absoluto do índice foi de 195,5, de acordo com dados divulgados pela Ucimu-Sistemi Per Produrre, que representa a indústria setorial da Itália.

No mercado externo, as encomendas cresceram 30,5% em relação ao período janeiro-março de 2020. O valor absoluto do índice foi de155.

“Os dados registrados no primeiro trimestre são certamente positivos e nos permitem respirar um pouco depois de meses de grandes dificuldades. Dito isso, os aumentos registrados devem ser considerados com cautela. Aliás, são comparados com os resultados obtidos no primeiro semestre de 2020, que foi um período muito difícil porque, a partir do final de fevereiro, tivemos de enfrentar os primeiros efeitos da pandemia internacional”, afirma a presidente da Ucimu, Bárbara Colombo.

“Já no final de 2020 tínhamos percebido que o mercado interno começava a fazer cada vez mais pedidos e agora mostra um bom desempenho, também amparado pelas medidas de incentivo aos investimentos em novas tecnologias de produção estabelecidas no Plano de Transição 4.0. Até os indícios recolhidos no mercado externo são positivos, mas a recuperação mostra ritmos diferentes: China e Estados Unidos evidenciam uma atividade empresarial muito dinâmica, enquanto os países da área do euro apenas começam a recuperar”, complementa a executiva.

“O fato de o mundo estar começando novamente a fazer investimentos em novas máquinas-ferramenta e novos sistemas de automação é sem dúvida uma excelente notícia, mas nós, os fabricantes, corremos o risco de ficar parcialmente alheios às oportunidades que alguns mercados podem oferecer atualmente, devido às prolongadas restrições à mobilidade das pessoas”, continua Bárbara Colombo.

Para Bárbara Colombo, a EMO Milano 2021, que está agendada para acontecer no fieramilano Rho de 4 a 9 de outubro, deve coincidir razoavelmente com um retorno ao normal graças à vacinação em massa e será para os fabricantes italianos, um acontecimento ainda mais importante. “Nesta ocasião, devemos aproveitar ao máximo as oportunidades oferecidas por um acontecimento de tamanha relevância, que se realizará novamente na Itália após 6 anos e, principalmente, após um ano e meio de parada inevitável de todas as exposições internacionais”, conclui.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo