Eletrônica e Informática

Fábrica da Flex em Sorocaba é admitida no Fórum Econômico Mundial na rede Global Lighthouse

A Flex anuncia que sua fábrica em Sorocaba (SP) foi admitida na rede Global Lighthouse (GLN) do Fórum Econômico Mundial. Este reconhecimento é resultado da jornada de aplicação de tecnologias da 4ª Revolução Industrial (em inglês: Fourth Industrial Revolution, 4IR) que a fábrica da Flex embarcou em 2017, colocando ênfase em três frentes: sustentabilidade, pessoas e no crescimento econômico. A GLN é uma comunidade de manufatureiras, líderes mundiais, na aplicação e integração de tecnologias da 4IR de ponta para maximizar a eficiência e competitividade em escala, transformar modelos de negócios e proteger o meio ambiente.

A planta em Sorocaba é a segunda fábrica de Flex no mundo a ser admitida no GLN. Por meio do rigoroso processo de admissão, a empresa demonstrou como implantar iniciativas 4IR ao longo da cadeia para aumentar a agilidade e a eficiência operacional. O site inseriu profundamente a sustentabilidade em suas operações com um ecossistema de economia circular. As pessoas continuam sendo o foco, melhorando o engajamento por meio do desenvolvimento dos colaboradores e aumentando o bem-estar da equipe por meio de medidas digitais inovadoras de saúde e segurança. A satisfação do cliente também aumentou, proporcionando maior transparência e qualidade.

“A fábrica da Flex em Sorocaba, Brasil, está liderando o caminho para o futuro da manufatura, aproveitando as tecnologias 4IR para alcançar não apenas eficiência e qualidade, mas também priorizando a sustentabilidade e o atendimento aos funcionários, que são elementos críticos para as fábricas da Global Lighthouse”, disse Francisco Betti, head de Plataforma de Produção e Modelagem de Manufatura Avançada do Forúm Econômico Mundial. “Fazendo parte da rede Lighthouse, as fabricantes podem colaborar e compartilhar insights com colegas que pensam da mesma forma, para desbloquear novos níveis de sustentabilidade em suas operações, que levarão a um futuro mais limpo.”

“A Flex está focada em entregar excelência em manufatura para seus clientes e o site em Sorocaba é um exemplo brilhante. Estamos honrados em ser reconhecidos como uma das primeiras fábricas da Global Lighthouse Network no Brasil”, disse Hooi Tan, presidente de Operações Globais e Cadeia de Suprimentos da Flex. “Esperamos continuar participando da Global Lighthouse Network do Fórum Econômico Mundial, compartilhando nossas experiências e melhores práticas no desenvolvimento de capacidades de manufatura avançadas e sustentáveis em escala e colaborando com outros do setor para proliferar a adoção de tecnologias da Indústria 4.0 para manufatura avançada.”

A indicação do site de Sorocaba apresentou as seguintes áreas de inovação:

– Implementou um sistema de gerenciamento de desempenho de fábrica digital habilitado para IoT (Internet das Coisas) conectado a 44 linhas de produção. Isso fornece dados em tempo real e transparência, resultando em redução de perda de material em 81% e um aumento na eficácia geral do equipamento (Em inglês: Overall Equipment Effectiveness, OEE) de 23%.

– Desenvolveu um ecossistema de economia circular, incluindo logística reversa de resíduos eletrônicos, utilizando IoT e nuvem para rastreamento em tempo real, resultando em redução de 94% no desperdício de material e redução de 38% nos custos de material plástico. Isso reduziu a necessidade de recursos equivalentes a 44 mil créditos de carbono credenciados pela Canadian Standard Association (CSA).

– Criou uma linha digital de ergonomia de ponta a ponta com monitoramento em tempo real dos operadores que são alertados quando precisa ser feita uma troca de função ou melhoria na ergonomia do posto de trabalho para garantir a saúde e a segurança dos colaboradores.

– Capacitou mais de 200 colaboradores no desenvolvimento e uso de ferramentas digitais low e no code e implementou soluções de Automação Robótica de Processos (Em inglês: Robotic Process Automation, RPA). Isso eliminou tarefas repetitivas, resultando em uma redução de 38% no trabalho sem valor agregado e um aumento na satisfação de funcionários e clientes.

– Implementou uma solução avançada de Supply Chain em tempo real para acelerar o fluxo de produtos, criando transparência sob demanda e permitindo a resiliência da cadeia de suprimentos.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo