Metal Mecânica

Foundry Lab alia fundição à manufatura aditiva e reduz tempo de produção de meses para semanas

A Foundry Lab anunciou no início de novembro, que aproveitando a velocidade do microondas e da manufatura aditiva, conseguiu fundir peças em semanas, não meses, em colaboração com a Eaton, que aproveitou o Sistema Digital de Fundição de Metal para fundir peças de alumínio que incluem pinos de aço inoxidável, um avanço tecnológico que não é possível com a impressão 3D tradicional.

 

Este marco destaca a flexibilidade da tecnologia de fundição do Foundry Lab. A Eaton foi um dos primeiros membros do programa de avaliação do Foundry Lab, dando-lhes uma prévia da tecnologia.

 

“A Eaton frequentemente enfrenta o desafio de utilizar a manufatura aditiva em aplicações legadas, porque alterar o processo e/ou material é um grande obstáculo de engenharia”, diz Cameron Peahl, gerente de Manufatura Aditiva do Centro de Excelência de Fabricação Aditiva da Eaton. “Neste exemplo , a tecnologia do Foundry Lab fornece uma solução para aproveitarmos a velocidade e a agilidade da manufatura aditiva, mantendo ao mesmo tempo o método e o material de fundição convencionais, incluindo até mesmo o pino de aço fundido no local. Este é um enorme passo em frente em nossa jornada de manufatura aditiva.”

 

“Trabalhar com a Eaton para produzir essas peças tem sido uma oportunidade incrível. É uma vitrine exemplar do que nosso sistema pode alcançar”, afirma David Moodie, fundador e CEO do Foundry Lab. “A aplicação da Eaton foi típica do problema que a indústria enfrenta atualmente. Muitos componentes não podem ser impressos em 3D e são proibitivamente caros e lentos para serem fundidos com métodos tradicionais. Este é o problema que nossa tecnologia está aqui para resolver”, encerra.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo