Metal Mecânica

Grob lança centro de usinagem 5 eixos G150 no Brasil

Com a integração da G150 em seu portfólio de máquinas universais, a Grob do Brasil reforça a alta produtividade e flexibilidade de seus centros de usinagem universais 5 eixos com um novo tamanho de máquina, mais compacto, voltado principalmente à fabricação de produtos com materiais mais complexos e sensíveis e que exigem acabamento com alta qualidade de superfície e precisão.

A G150 enfatiza particularmente a precisão espacial para alcançar superfícies e tolerâncias superiores. Essas melhorias são possíveis graças a conceitos inovadores de calibração, refrigeração e estabilidade dos eixos. A G150 foi projetada especialmente para uma engenharia de precisão, como a engenharia médica.

Visando atender às altas exigências e qualidades de acabamento que são demandas do setor, a precisão da usinagem de componentes complexos com a máxima confiabilidade de processo foi o foco principal durante o desenvolvimento da G150. Para atingir resultados superiores de precisão, a precisão estática foi otimizada através de um método inovador de setup que eleva o conceito da Série G a um novo nível de precisão mecânica, além de alcançar maior estabilidade térmica através do resfriamento de todos os componentes relevantes.

Além disso, a precisão dinâmica é de extrema importância para a movimentação simultânea dos 5 eixos, por exemplo. Tanto a velocidade como a precisão dos eixos foram melhoradas através da integração da simulação dos acionamentos desde o início do processo de desenvolvimento da máquina.

 

CONFIABILIDADE DE PROCESSO – Para uma área que lida principalmente com a fabricação de implantes, próteses e instrumentos cirúrgicos, é ideal que a produção seja confiável e segura. Por isso, o ciclo de aquecimento da máquina garante adaptação à situação real do equipamento. A máquina detecta quando a produção pode ser iniciada e quando deve terminar o ciclo de forma autônoma, com base nos parâmetros geométricos.

Em caso de precisar de recalibração, o próprio software detecta essa necessidade e notifica o operador. Quando combinado a um sistema de armazenamento de páletes, a calibração pode ser iniciada de forma completamente automatizada.

 

FLEXIBILIDADE – Uma base importante para o sucesso da Série G é a combinação única da ergonomia para a operação sem perda da capacidade de integração com sistemas de automação. A máquina é adequada tanto para o modo stand-alone quanto para a produção em série.

Em combinação com um sistema de armazenamento de páletes, a máquina pode ser utilizada para protótipos no turno da manhã e para a produção em série no turno da noite, por exemplo. Além disso, novidades na estrutura modular de configuração da máquina incluem o fuso HSK E40 com até 42.000 rpm e uma mesa compacta com fixação central. Isso torna a máquina particularmente atraente para áreas de aplicação tais como tecnologia médica, que exigem ferramentas menores para a usinagem de peças menores.

 

PRODUTIVIDADE – Tal como os centros de usinagem universal G350, G550 e G750, o G150 conta com um conceito de eixos exclusivo. O fuso horizontal assegura uma produção sem parada, controle de fresamento e baixo desgaste da ferramenta. É por isso que as guias Z estão mais próximas à peça do que em qualquer outro conceito de máquina. Isso garante um desempenho inigualável de corte de metal, completamente independente da posição do eixo Z.

 

REMOÇÃO DE MATERIAL – Graças ao conceito dos eixos, à alta estabilidade bem como à boa acessibilidade, a G150 proporciona um aumento de até 30% da taxa de remoção de material.

 

CONECTIVIDADE – Assim como em todos os outros tamanhos de máquinas da Série G, é possível tornar o processo de produção ainda mais eficiente e conectado por meio dos aplicativos modulares web do GROB-NET4Industry. Desde uma operação multifuncional e interativa integrada a um painel multi-touch com visualizações CAD/CAM, simulação e gerenciamento ferramentas (GROB4Pilot), por exemplo, a um módulo direcionado a mostrar indicadores de performance e indicar visualmente fases não produtivas (GROB4Analyze). Essas soluções integram um pacote voltado ao aumento de produtividade, assim como uma produção moderna e adaptada ao conceito da Indústria 4.0.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo