Metal Mecânica

Índice de investimento das micro e pequenas indústrias recua em fevereiro

O Índice de Satisfação com a economia apresentou leve melhora entre as micro e pequenas indústrias (MPI’s), assim como a geração de vagas. Mas indicadores econômicos como investimentos recuaram e em relação aos custos, mais empresas estão sendo afetadas por altas significativas. Os dados são referentes ao mês de fevereiro e fazem parte 84ª rodada do Indicador de Atividade da Micro e Pequena Indústria de São Paulo, encomendado pelo Sindicato da Micro e Pequena Indústria (Simpi) ao Instituto Datafolha.

 

A melhora de alguns indicadores é sobre uma base deteriorada, de empresas que ainda não conseguiram compensar as perdas sofridas com os resultados negativos dos últimos anos.

 

SATISFAÇÃO MACROECONÔMICA – O índice bimestral que mede a satisfação das MPI’s com a economia alcançou 98 pontos em fevereiro. No mesmo período do ano passado eram 89 pontos. O resultado de fevereiro deste ano é o mais alto desde o início de 2014.

 

CONTRATAÇÕES E DEMISSÕES – Com 105 pontos, o Índice de Contratações e Demissões apresentou o melhor resultado desde novembro de 2013. No índice, o saldo de vagas é positivo quando o resultado está acima dos 100 pontos, já abaixo desta pontuação significa que houve mais demissões do que contratações.

 

ÍNDICE DE CUSTOS – Não acompanhando a curva de melhora está o Índice de Custos, que fechou fevereiro com 112 pontos, o que significa que mais empresas estão sendo afetadas por altas significativas nos custos.

 

ÍNDICE DE INVESTIMENTO – Na 84ª edição da pesquisa, o Índice de Investimentos registrou a menor pontuação dentre os meses de fevereiro desde quando o Indicador começou a ser feito em 2013. Reformas e manutenção das indústrias também fazem parte dos investimentos. Os 21 pontos de fevereiro de 2020 mostram uma queda de 10 pontos em relação ao ano passado, quando eram 31 pontos.

 

O presidente do Simpi, Joseph Couri, fala sobre os resultados da pesquisa. “Apesar da satisfação em alta, os dados econômicos não se sustentam. Os resultados de investimentos e custos demonstram que o cenário do mercado interno ainda não se recuperou da crise e anseia por medidas macroeconômicas para voltar a dar resultados positivos”, ressaltou o presidente.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo