Metal Mecânica

Indústria de máquinas do Japão vê aumento de pedidos de maio para junho, mas volume é baixo

A indústria de máquinas-ferramenta do Japão recebeu em junho pedidos de 67,19 bilhões de yen (cerca de 640 milhões de dólares). O crescimento foi de 31,1% em relação a maio e marca o primeiro mês crescimento em três meses. Todavia, essa cifra representa uma queda de 32,1% na comparação com o mesmo mês de 2019 e marca vigésimo primeiro mês consecutivo de queda ano a ano, de acordo com a Japan Machine Tool Builders’ Association (JMTBA), que representa a indústria setorial no país.

 

 

Pela primeira vez em três meses, o volume de pedidos superou a marca de 60 bilhões de yen, mas o volume que entrou no mês de junho não atingiu os 70 bilhões de yen pela primeira vem em 11 anos. Isso não acontecia desde 2009, quando o volume de pedidos chegou a 34,97 bilhões de yen. A modesta demanda deve-se à Covid-19.

 

Embora a JMTBA afirme que vê alguns movimentos em direção à recuperação, a entidade frisa que o fim da expansão das infecções por coronavírus ainda está longe e estará de olho nas tendências futuras.

 

Os pedidos do mercado doméstico japonês em junho aumentaram 28,4% em relação a maio, somando 23,36 bilhões de yen, marcando o primeiro crescimento mês a mês em três meses. Por outro lado, a cifra é 38% menor que o do mesmo mês de 2019. É o décimo nono mês consecutivo de queda ano a ano.

 

Em relação a maio, os pedidos do setor de máquinas industriais cresceram 16,9%, veículos motorizados, 47,2%, máquinas elétricas e de precisão 56,4%, e aviões, construção de navios e equipamentos de transportes, 62,1%.

 

Os pedidos do exterior cresceram 32,6% em relação a maio, para 43,83 bilhões de yen, marcando o primeiro crescimento mês a mês em seis meses.  Mas, em relação a junho de 2019, a queda foi de 28,4% – vigésimo primeiro mês de queda consecutiva ano a ano.

 

Por mercados regionais em junho, os pedidos da Ásia cresceram 13,7% em relação a maio, para 21,21 bilhões de yen. Isso representou uma queda de 15,3% na comparação com o mesmo mês de 2019. Pedidos da Europa cresceram 38,5% em relação a maio, para 6,21 bilhões de yen. Em relação ao mesmo mês de 2019 houve uma redução de 56,5%. Pedidos da América do Norte cresceram 56,1% em relação a maio, somando 14,68 bilhões de yen. A queda em relação a junho de 2019 foi de 30,5%.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados