Metal Mecânica

Indústria de máquinas-ferramenta do Japão vê pedidos minguar

O volume de pedidos de máquinas-ferramenta em fevereiro, no Japão, totalizou 77,22 bilhões de yen, o que representa uma queda de 4,4% em relação ao mês de janeiro, marcando o segundo mês de queda mês a mês. Na comparação com o mesmo mês de 2019, a queda foi de 29,6% e marca o décimo sétimo mês de queda consecutiva. Por sete meses consecutivos o volume de pedidos ficou abaixo dos 100 bilhões de yen, de acordo com dados da Japan Machine Tool Builders’ Association (JMTBA), que representa as empresas do setor no país.

 

De  acordo com a JMTBA, os pedidos de máquinas-ferramenta estão baixos devido ao ambiente de investimento fraco e ao efeito do Covid-19.  Haverá preocupações sobre os impactos tanto no mercado doméstico japonês, como no internacional nos meses à frente e a entidade diz que vai monitorar as tendências de perto.

 

Os pedidos do mercado interno japonês em fevereiro cresceram 8,1% em relação a janeiro, somando 32 bilhões de yen. Porém, esse volume é 23,2% inferior ao mesmo mês de 2019, marcando décimo quinto mês de queda ano a ano.

 

Olhando para as principais indústrias, os pedidos do setor de maquinário industrial cresceu 24,7% em relação a janeiro, e o de veículos motorizados, 0,5%.  Por outro lado, os pedidos do setor de máquinas elétricas e de precisão caíram 2,1%. Já o tombo nos pedidos das indústrias aeroespacial, naval e de equipamentos de transportes foi de 52%.

 

Os pedidos do exterior caíram 11,7% de janeiro para fevereiro, para 45,23 bilhões de yen. Em relação ao mesmo mês de 2019, os pedidos caíram 33,6%, décimo sétimo mês que queda consecutiva na comparação ano a ano.

 

Por região, os pedidos da Ásia caíram 17% de janeiro para fevereiro, para 16,19 bilhões de yen. Em relação fevereiro de 2019, a queda foi de 40,2%.

 

Os pedidos da Europa caíram 11,7% de janeiro para fevereiro, para 10,92 bilhões de yen. Em relação a fevereiro de 2019, a queda foi de 39,7%.

 

Os pedidos da América do Norte caíram 4,6% de janeiro para fevereiro para 17,34 bilhões de yen. Em relação a fevereiro de  2019, a queda foi de 18,6%.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados