Eletrônica e Informática

ISA CTEEP investe R$ 784 milhões na renovação do parque de transmissão

A ISA CTEEP, atuante no setor de transmissão de energia no Brasil, investiu R$ 784,4 milhões na renovação de seu parque instalado no acumulado de janeiro a setembro, o que representa uma alta de 46% ante os R$ 537,6 milhões registrados no exercício anterior. É o maior nível de investimento realizado em modernização da companhia.

 

Para aumentar a robustez do sistema, os ativos são modernizados de acordo com o seu nível de criticidade e em linha com os objetivos da gestão de ativos, como manter padrões de engenharia atualizados; garantir informação confiável e integrada; e reduzir emissões de gases de efeito estufa. No consolidado dos nove meses, a companhia substituiu 1.407 equipamentos antigos, ante 546 trocados no mesmo período do ano passado, um avanço de 258%. Espera-se que sejam substituídos 1.500 até o final de 2023. Entre os ativos estão transformadores, disjuntores, sistemas de proteção e linhas de transmissão.

 

PRINCIPAIS PROJETOS – No acumulado de janeiro a setembro, 38 projetos foram energizados e 66 estavam mobilizados com obras em execução – a maioria concentrada na renovação de contratos, assim como na gestão do Contrato 059, com ativos existentes no cstado de São Paulo.

 

Entre os destaques estão a ampliação de capacidade da linha de transmissão 138 kV Atibaia II – Bragança Paulista, em atendimento ao plano de expansão do Aeroporto Internacional de Guarulhos; a renovação da linha de transmissão 138 kV Barra Bonita – São Carlos – Rio Claro para melhorar o atendimento à indústria ceramista de Rio Claro e região; a modernização da Subestação São Sebastião para aumentar a confiabilidade no fornecimento para o litoral norte paulista; e a substituição dos condutores da linha de transmissão 138 kV Ibitinga –-Bariri para atender as gerações da região.

 

Os investimentos fazem parte do Plano de Renovação de Ativos da companhia, que engloba reforços (instalação, substituição e reforma de equipamentos em ativos existentes ou adequação de instalações para ampliar capacidade, confiabilidade, vida útil ou conexão de usuários) e melhorias (execução de obras para instalação, substituição ou reforma de equipamentos em ativos existentes ou adequação de instalações para manter a prestação de serviços adequados).

 

De acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), os investimentos em reforços e melhorias estão inseridos no contexto da prestação de serviços adequados, que atendem às condições de regularidade, continuidade, eficiência, segurança e modicidade das tarifas, além de compreender a modernidade de técnicas, equipamentos e instalações, assim como a conservação e a expansão.

 

“Hoje, a companhia possui R$ 5 bilhões de investimentos em projetos de reforços e melhorias já autorizados pela Aneel para o período de 2023 a 2027. A renovação dos ativos é fundamental para a adequada gestão do sistema de transmissão e a garantia da excelência na prestação dos serviços à sociedade, permitindo redução de custos de operação e manutenção e longevidade do parque de transmissão instalado”, afirma Dayron Urrego, diretor-executivo de Projetos da ISA CTEEP.

 

Os investimentos nos projetos de reforços e melhorias são realizados com a colaboração do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e mercado de capitais. (foto/divulgação)

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo