Eletrônica e Informática

Panozon Ambiental abre mais uma unidade fabril de aquecedores solares em Piracicaba

O grupo brasileiro Panozon Ambiental S/A, que atua no segmento de tratamento de água e ar com ozônio e a empresa-mãe da Girassol Solar, de coletores solares, abriu mais uma fábrica na cidade de Piracicaba (SP) e investiu R$ 1,5 milhão, com espaço capaz de produzir 120 mil coletores solares por ano. Com essa aplicação, vai poder atender cerca de mil lojistas em todo o país por meio da Girassol Solar, marca de aquecimento solar para água de piscinas.

“Agora, estamos com duas fábricas em galpões distintos, e mais que dobramos nossa produção neste último mês para atender a demanda. Como nossos coletores solares aquecem mais rapidamente e ocupam um menor espaço no telhado do cliente, a demanda no segundo semestre tem sido exponencial”, explica Carlos Heise, CEO da companhia.

Segundo o executivo, o grupo cresceu 124% no faturamento nos últimos três meses em relação ao ano passado, consequência da expansão de negócios por todo o Brasil. Hoje, a Girassol é a maior empresa brasileira de coletores solares no formato helicoidal. A aquisição da Girassol Solar, que ocorreu em 2013, se associa à venda de outro produto da Panozon para piscinas residenciais, o gerador de ozônio chamado P+, que permite eliminar os desconfortos do cloro para os banhistas.

Com a abertura da unidade, a empresa espera abrir 40 vagas diretas e em torno de 100 indiretas, entre as áreas de engenharia, produção, atendimento e transporte.

“O início das atividades na nova fábrica foi no começo de outubro”, informou Carlos Heise. O executivo declarou ainda que, com o crescimento gradual da economia brasileira, espera-se ampliar as vendas com a contínua preocupação dos brasileiros em ter mais conforto em suas residências.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo