Eletrônica e Informática

PIM encerra 2022 com crescimento de 6,84% no faturamento

As empresas incentivadas do Polo Industrial de Manaus (PIM) fecharam 2022 com faturamento global de R$ 174,1 bilhões, novo recorde em moeda nacional. O montante é 6,84% superior ao faturamento obtido entre janeiro e dezembro de 2021 (R$ 162,9 bilhões). Em dólar, o faturamento em todo o ano passado alcançou US$ 33,9 bilhões, o que representa crescimento de 12,53% em comparação com o resultado obtido em 2021 (US$ 30,1 bilhões).

 

Quanto à mão de obra, o ano passado encerrou com 108.373 trabalhadores empregados, entre efetivos, temporários e terceirizados. No acumulado de 2022, a média mensal de empregos diretos ficou em 109.759 postos, marca 3,67% superior à média mensal atingida em 2021, que foi de 105.867 empregos. Desde outubro de 2020, o PIM mantém marca superior a 100 mil empregos diretos gerados em suas fábricas.

Nos dozes meses do ano passado, as exportações do PIM totalizaram US$ 583,63 milhões, o que representa incremento de 29,08% na comparação com o volume de vendas externas registrado em 2021 (US$ 452,13 milhões).

 

SEGMENTOS E PRODUTOS – Ao faturar em 2022 o montante de R$ 51,33 bilhões, o polo de Bens de Informática permanece como subsetor com maior participação no resultado global de faturamento do PIM, respondendo por 29,49% do total. Outros segmentos de grande representatividade no PIM em 2022 foram o Eletroeletrônico, com faturamento de R$ 32,12 bilhões e participação de 18,45%; Duas Rodas, com faturamento de R$ 26,09 bilhões e participação de 14,99%; Termoplástico, com faturamento de R$ 15,07 bilhões e participação de 8,66%; Químico, com faturamento de R$ 14,75 bilhões e participação de 8,47%; Metalúrgico, com faturamento de R$ 13,73 bilhões e participação de 7,89%; e Mecânico, com faturamento de R$ 9,92 bilhões e participação de 5,70%.

 

Em termos de volume de faturamento apresentado, os principais produtos fabricados pelo PIM em 2022 foram televisores com tela de LCD e OLED; motocicletas, motonetas e ciclomotos; e telefones celulares. Já em termos de crescimento da produção na comparação com o ano anterior, o maior destaque foram os monitores com tela de LCD para uso em Informática, com 3.178.924 unidades produzidas e crescimento de 105,92%.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo