Eletrônica e Informática

PIM fatura mais de R$ 115 bilhões nos oito primeiros meses de 2023

O Polo Industrial de Manaus (PIM) obteve faturamento nominal acumulado de R$ 115,03 bilhões nos oito primeiros meses de 2023, o que representa um decréscimo de 0,20% em comparação ao valor alcançado de janeiro a agosto do ano passado (R$ 115,2 bilhões). Em dólar, o faturamento acumulado até agosto deste ano foi de US$ 23.02 bilhões, um incremento de 0,81% em relação ao mesmo intervalo de 2022 (US$ 22.88 bilhões).

 

Os dados, parciais, fazem parte dos Indicadores de Desempenho do PIM e revelam também que as exportações atingiram o volume de R$ 1,96 bilhão (U$ 392,8 milhões), significando aumento de 0,77% em moeda nacional e de 1,98% em dólar, na comparação até o oitavo mês do ano deste ano com o mesmo período do ano anterior.

 

Quanto à mão de obra, as indústrias do PIM fecharam o mês de agosto com 111.396 trabalhadores empregados, entre efetivos, temporários e terceirizados. O valor representa decréscimo de 0,25% em relação a julho, quando havia 111.673 vagas ocupadas. Desde outubro de 2020, o PIM mantém marca mensal superior a 100 mil empregos. No acumulado do ano, até agosto, a média mensal de empregos ficou em 111.513 postos, o que representa um crescimento de 0,48% ante a média mensal relativa ao ano de 2022 (110.981). Até o oitavo mês de 2023 ocorreram 23.981 admissões e 23.014 demissões, perfazendo o saldo de 967 vagas.

 

O polo de Bens de Informática faturou R$ 28,4 bilhões (US$ 5,69 bilhões) até agosto e segue sendo, desde 2020, a maior participação no resultado global de faturamento do PIM, respondendo por 24,77% (24,74% em dólar) do total. Em seguida estão os segmentos de Eletroeletrônicos (R$ 21,6 bilhões e US$ 4,34 bilhões), com 18,84% e Duas Rodas (R$ 20,5 bilhões e US$ 4,11 bilhões), com 17,88% de participação em moeda nacional.

 

Dos 26 subsetores monitorados pelos Indicadores do PIM, 12 apresentaram crescimento na comparação (em moeda nacional) do faturamento acumulado até o oitavo mês de 2023 com o mesmo intervalo de 2022. Em termos percentuais destacam-se os incrementos observados nos segmentos de Mineral não metálico (116,56%; em dólar: 122,24%); Vestuário e calçados (69,16%; em dólar: 70,80%); Editorial gráfico (23,25%; em dólar: 24,05%); e o setor de Duas Rodas (22,27%; em dólar: 23,03%).

 

PRODUTOS – Entre os produtos que apresentaram elevação relevante de produção no acumulado até agosto, em relação ao mesmo período do ano anterior, destacam-se: receptor de sinal de televisão (138,37%); condicionador de ar janela ou de parede corpo único (66,55%); microcomputador desktop (49,71%); unidade evaporadora para split system (39,15%); e televisor com tela LCD ou oled (30,47%).

 

Em termos de volume de faturamento apresentado, os principais produtos fabricados pelo PIM de janeiro a agosto de 2023 foram: motocicleta, motoneta e ciclomotores (US$ 3,2 bilhões e R$ 16,4 bilhões); televisor com tela de cristal líquido e OLED (US$ 2,81 bilhões e R$ 14,02 bilhões); telefone celular (US$ 2,04 bilhões e R$ 10,2 bilhões); placa de circuito montada para uso em informática (US$ 1,43 bilhão e R$ 7,16 bilhões); condicionador de ar do tipo split system (US$ 1 bilhão e R$ 5,02 bilhões); e forno micro-ondas (US$ 258,8 milhões e R$ 1,28 bilhão).

 

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo