Eletrônica e Informática

Plataforma calcula emissão de carbono no transporte rodoviário

A Raster, que atua no gerenciamento de risco e logística, em parceria com a Via Green, Instituto de pesquisa e desenvolvimento de projetos sustentáveis, lançaram plataforma para promover uma logística mais sustentável, dando visibilidade aos transportadores de quanto CO₂ é gerado em cada viagem, chamada Siga Verde.

“Esse projeto surgiu quando tivemos a real dimensão da questão. Como podemos fazer para expandir um negócio sem agredir o meio ambiente, fomos ver na prática que existiam outras etapas anteriores, e é justamente o que estamos propondo aqui, com empresas parceiras que compartilham a mesma visão sobre o futuro da logística”, afirma Andrei Teo, CEO da Raster.

Teo explica que a metodologia para determinar com precisão a emissão de CO₂ da frota considera o porte do caminhão, a distância percorrida, a potência do veículo, o peso da carga e as condições da estrada. “Com essas informações, já se consegue descobrir a quantidade de CO₂ emitido. E a partir do resultado, é possível quantificar, por exemplo, a equivalência das emissões que poderão ser compensadas diretamente na plataforma ou através de parceiros da própria empresa”, comenta.

“Estamos muito felizes em fazer parte desse projeto com a raster, na construção de uma solução de sustentabilidade para o mercado, que vai proporcionar uma gestão ambiental para as empresas de uma forma simplificada, além de uma conscientização sobre o tema” explica Conrado Bertoluzzi, CEO da ViaGreen.

Os cálculos utilizados no SigaVerde estão alinhados com os termos da Global Logistics Emissions Council (GLEC), a mais avançada e atual metodologia aplicada à logística no mundo, que tem como objetivo neutralizar a emissão de toda cadeia logística terrestre no Brasil e América Latina. O projeto apresenta 3 dimensões iniciais: Transportadores, que foca na medição direta com precisão de CO₂ por viagem, os embarcadores, que terão acesso aos dados consolidados no portal de sustentabilidade e por fim a gestão, reduzindo a emissão de CO₂.

“A Extratta apoia o projeto Siga Verde por apresentar grande convergência com o seu propósito e negócio. Futuras features do Siga Verde como a retroalimentação do consumo real de combustível já está em roadmap, para que possamos evoluir a plataforma, que deve ser viva e dinâmica.” finaliza Odivan Faccin, CEO da Extratta.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo