Eletrônica e Informática

Programa de Inovação do Estado de São Paulo incentiva internacionalização de empresas inovadoras

A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação lança o Programa de Inovação do Estado de São Paulo, garantindo novos investimentos, internacionalização e visando a ativação do sistema. O investimento para a colaboração do Sistema Paulista de Ambientes de Inovação (Spai) é de R$10 milhões para membros desses ambientes. Já a DesenvolveSP anunciou  linha de financiamento para projetos de até R$15 milhões com garantias facilitadas para empresas em estágio pré-operacional.

 

O estado de São Paulo conta com mais de 40 Ambientes de Inovação, distribuídos entre Parques Tecnológicos, Centros de Inovação e Incubadoras.  São ambientes com diversas vocações, verticais e setores, o foco é na construção de um ecossistema de ecossistemas. “Agora, temos um momento crucial para alavancar o ecossistema de empresas inovadoras. Esse tipo de iniciativa visa impactar positivamente a economia e a sociedade, não apenas localmente, mas também em âmbito global. É uma oportunidade ímpar de reunir líderes, especialistas e startups para compartilhar conhecimentos, estabelecer parcerias e identificar novas oportunidades de negócios”, afirma Vahan Agopyan, Secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo.

 

Na nova modalidade, haverá um incentivo à internacionalização de empresas inovadoras, sediadas no estado de São Paulo. Essas empresas, líderes em suas áreas de atuação, têm potencial para expandir seus negócios para diversos países ao redor do globo, levando consigo a expertise e a qualidade dos produtos e serviços desenvolvidos no Brasil. “O caminho inverso também será possível, já que vamos mostrar para o mundo como o nosso estado é vantajoso para que empresas de todo mundo estejam aqui”, completa Agopyan.

 

Os ambientes de inovação, como incubadoras, aceleradoras e parques tecnológicos, reúnem profissionais qualificados e recursos para impulsionar a aplicação prática dos avanços científicos, convertendo-os em soluções inovadoras que atendam às demandas e necessidades da sociedade. Essa sinergia entre o conhecimento acadêmico científico e a sua conversão em negócios é fundamental para promover o crescimento econômico e a transformação social de forma sustentável.

 

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo