Eletrônica e Informática

Sistema elétrico paulista registra mais de R$ 11 bilhões de anúncios de investimentos

Os investimentos anunciados para o sistema elétrico paulista somaram R$ 11,3 bilhões no primeiro semestre de 2023, conforme levantamento da Pesquisa de Investimentos Anunciados do Estado de São Paulo (Piesp) elaborada pela Fundação Seade.

Esse total superou os valores anuais apurados pelo levantamento desde 2020 e representou cerca de 70% do resultado de 2019. A maior parcela dos recursos destinou-se à etapa de distribuição de energia (R$ 10,8 bilhões), seguida pelas de transmissão (R$ 343 milhões) e geração de eletricidade (R$ 142 milhões).

Os períodos de realização dos investimentos mostram que os empreendimentos divulgados nesse primeiro semestre são de curto e de médio prazos. Os anúncios relacionados à transmissão e geração de energia deverão ser concluídos até 2024. Já os de distribuição, que representam 96% do total apurado no semestre, têm seu término previsto para 2027.

EMPRESAS INVESTIDORAS – Duas subsidiárias da CPFL Energia, controlada pela empresa chinesa State Grid, anunciaram investimentos em distribuição para o período 2023-2027. A CPFL Paulista, concessionária de 234 municípios paulistas, pretende destinar R$ 8,5 bilhões para expansão e modernização de suas redes; e a CPFL Piratininga, que atende a 27 cidades das regiões de Campinas, Santos e Sorocaba, anunciou outros R$ 2,3 bilhões.

A maioria dos recursos (R$ 169 milhões) para transmissão de energia foi noticiada pela Empresa Litorânea de Transmissão de Energia (Elte) para implantação da linha Henry Borden-Manoel da Nóbrega. A ISA Cteep anunciou R$ 62 milhões para modernização de linhas e construção de novas subestações.

Em geração, o principal empreendimento foi a instalação de seis usinas solares em território paulista pela Axis Renováveis (R$ 80 milhões).

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo