Metal Mecânica

Starrett fecha 2023 com faturamento positivo e projeta 2024 forte

A Starrett, fabricante de serras, ferramentas e instrumentos de medição, encerra 2023 com saldo positivo após dobrar capacidade produtiva, investir em lançamentos.

 

“Apesar do cenário de acomodação deste ano, a Starrett tem muito para comemorar. Podemos afirmar que tivemos um ano de 2023 de faturamento positivo e que abre as portas para um 2024 forte”, avalia o presidente da Starrett Brasil, Christian Arnstsen (foto).

 

Nos últimos anos, a Starrett investiu R$ 45 milhões para a ampliação da fábrica de Itu, no interior de São Paulo. Com esse aporte, a indústria unificou a linha de produção e fabricação mundial de serras copo, serras de fita bimetálicas e serras de fita carbono no Brasil, ampliando seu quadro de funcionários em 31%, gerando mais de 160 novos empregos diretos e indiretos.

 

“Para 2024, vamos continuar com grandes investimentos no nosso parque fabril. Estamos com todas as nossas células de manufatura prontas para dobrar a nossa produção. Possuímos estoques robustos de matérias-primas e produtos acabados para atender as necessidades do mercado de uma forma rápida e eficiente”, afirma Arnstsen.

 

No tocante a novos produtos, a empresa tem uma série de lançamentos em todas as linhas de produtos fabricados e importados. Em 2023, a indústria lançou três categorias de lixas, fluido de corte com aplicação em spray, três máquinas de serras de fita horizontal, estilete de segurança retrátil, lâmina bi-metal, serra sabre com lâmina em aço inoxidável, trena longa de fibra de vidro, além do novo M1, anticorrosivo industrial.

 

“Além disso, e um ponto muito importante é termos uma grande equipe com os melhores profissionais do mercado em cada área, que trabalham com foco, dedicação e com amor”, comenta o presidente.

 

EXPECTATIVAS – Para o futuro, Arnstsen acredita que a Starrett tem potencial nos mercados interno e da América Latina para crescer em todas as linhas. “A empresa também está investindo, pesadamente, com novos colaboradores nas áreas de vendas e marketing nos mercados europeu e norte-americano”, afirma.

 

Além deste reforço ao time, Arnstsen explica também que a Starrett tem elaborado estratégia de ESG (Ambiental, Social e de Governança), liderada pelo Comitê ESG, para que a indústria esteja ainda mais adequada às necessidades e expectativas do mercado global.

 

Entre as ações estratégicas está, por exemplo, a substituição do plástico em suas linhas de produtos por materiais mais ecológicos. A iniciativa começou com as embalagens da serra manual, o que reduz em cerca de 25% as emissões de CO2, eliminando o consumo de 7,9 toneladas de plástico por ano.

 

Além destas práticas sustentáveis, a empresa também tem investido em P&D (Pesquisa e Desenvolvimento) no Brasil para aprimorar seus produtos utilizando tecnologia de última geração. Para isso, a empresa tem alicerçado esse olhar no ambiente da digitalização da indústria, também denominada indústria 4.0, como uma transformação tecnológica em 360 graus. (foto/divulgação)

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo