Metal Mecânica

Stratasys lança materiais de impressão 3D para aplicações industriais exigentes

Para atender às crescentes demandas de engenheiros e designers para a produção em grande escala de peças e ferramental com o uso de impressão 3D, a Stratasys anunciou o desenvolvimento de termoplásticos FDM de grande durabilidade e resistentes a temperaturas extremas e produtos químicos. Esses materiais podem tolerar forte calor e outros desafios comuns do chão de fábrica, atendendo aos requisitos específicos da indústria para aplicações impressas em 3D.

Entre os materiais apresentados estão o Antero 840CN03, para a impressora 3D Stratasys Fortus F900, e o Diran 410MF07 e o ABS-ESD7, para o modelo Stratasys F370. Esses termoplásticos são indicados para atender às exigências de aplicações de manufatura em indústrias como a automotiva e a aeroespacial para imprimir em 3D peças avançadas como gabaritos e acessórios, ferramentas, protótipos e peças de produção.

O Antero 840CN03 é o segundo polímero à base de PEKK. Aproveitando a tecnologia PEKK Kepstan da fornecedora estratégica da empresa, Arkema, o novo material Antero é formulado para criar ferramental customizado e peças com consistente performance de descarga eletrostática (ESD). É destinado a imprimir objetos resistentes a altas temperaturas e a produtos químicos, com baixa perda de gases e propriedades de alta durabilidade.

Voltado para aplicação aeroespacial e industrial, o novo material Antero com propriedades ESD pode criar peças resistentes e leves usadas em estruturas, painéis e componentes. O material também está sendo usado pela Stratasys Direct Manufacturing, divisão de manufatura da empresa, como parte da oferta de materiais.

“A fabricação de espaçonaves enfrenta intensos desafios em termos de materiais para o desenvolvimento de peças que tenham as atribuições corretas”, afirma Brian Kaplun, gerente sênior de Manufatura Avançada da Lockheed Martin Space. “Um desses desafios é obter as propriedades corretas de ESD ou eletrostática dissipativa, entre outras características físicas e mecânicas. O Antero ESD da Stratasys atende às nossas necessidades de perda de gases e propriedades eletrostáticas dissipativas com um material para manufatura aditiva forte, porém muito leve”, explica.

Elaborado para aplicação na produção de ferramental durável, o Diran é um material à base de Nylon formulado pela Stratasys para uso conjunto com a impressora F370. O novo termoplástico FDM oferece à indústria um composto com muita resistência e baixo atrito, combinados à tolerância a elementos químicos à base de hidrocarbonetos e uma superfície macia, que apresenta baixa resistência de deslize. O Diran absorve os grandes impactos das ferramentas comumente usadas no processo de manufatura.

O termoplástico ABS-ESD7, previamente disponível apenas para as impressoras Stratasys do modelo Fortus, foi desenvolvido para aplicações sensíveis à eletricidade estática para impedir a descarga ou atração de outros materiais, como pó, poeira e partículas finas. Ao ampliar o uso de materiais para a impressora 3D Stratasys F370 no chão de fábrica, os usuários podem atender às exigências de prototipagem e produção com um custo baixo e peças altamente customizadas. Ao oferecer um material barato e resistente a descargas eletrostáticas em uma plataforma dedicada ao uso simplificado, repetibilidade e precisão, o ABS-ESD7 é indicado para a produção de ferramental.
“Vemos o crescimento do uso da impressão 3D em ambientes fabris e que os engenheiros e designers ainda convivem com termoplásticos que simplesmente não atendem às grandes exigências das aplicações para manufatura”, diz Adam Pawloski, vice-presidente de Soluções para Manufatura da Stratasys. “Nossos termoplásticos podem remover essas barreiras e acelerar a adoção da impressão 3D na manufatura, permitindo que os usuários projetem e montem mais rápido, minimizando custos recorrentes nos métodos mais tradicionais de produção”, finaliza.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados