Eletrônica e Informática

A discussão sobre conectores deve ser confiabilidade adequada e não alta confiabilidade, defende David Pike

David Pike, conhecido na indústria de interconexão por sua paixão e entusiasmo, também conhecido por seu nome online Connector Geek, acaba de publicar um interessante artigo no blog da Mouser Electronics, no qual discute se as alternativas comerciais aos conectores com especificações militares são adequadas ao seu projeto. O artigo está disponível em inglês, no endereço https://www.mouser.com/blog/commercial-alternatives-for-your-design

 

De acordo com Pike, os projetistas costumam usar alta confiabilidade, muitas vezes abreviado em conversa para “Hi-Rel” (high reliability), para descrever produtos que são projetados para oferecer excelente desempenho em aplicações de missão crítica exigentes. Hi-Rel é muitas vezes outra maneira de descrever produtos militares e aeroespaciais. Às vezes, assume-se que os produtos aprovados para um padrão militar são naturalmente superiores a outros produtos que não são. “No entanto, pode ser hora de parar de pensar em alta confiabilidade e começar a falar sobre confiabilidade apropriada”, afirma.

 

De acordo com o artigo, uma das características essenciais de qualquer conector é definir o número de ciclos de acoplamento. Um ciclo de acoplamento é o ato de conectar e desacoplar um conector uma vez. A maioria dos fabricantes publica uma contagem mínima do ciclo de acoplamento em suas especificações, pois indica quanto tempo um conector durará. Conectar e reconectar terá um efeito físico nos contatos elétricos, o que, por sua vez, afetará seu desempenho elétrico.

 

O objetivo de cada fabricante de conector é manter a resistência de contato – a medida em que os contatos do conector impedem o fluxo de uma corrente elétrica – ao mínimo. Testar um conector quanto ao seu número de ciclos de acoplamento mede sua resistência de contato.

 

Um conector de especificação militar – a solução arquetípica Hi-Rel – pode ter um desempenho publicado de 500 ou mesmo 1.000 ciclos. Mas este não é o ponto alto da indústria de conectores. O humilde conector USB que está conosco há quase três décadas foi projetado para fornecer até 5.000 ciclos de acoplamento, e existem até versões disponíveis que fornecerão uma vida útil de 20.000 ciclos de acoplamento ou mais, diz Pike.

 

Para Pike, sempre haverá a necessidade de escolher conectores Hi-Rel para projetos específicos. O desempenho do conector não é puramente governado por ciclos de acoplamento; o ambiente no qual o conector será usado também deve ser considerado. “Discutimos regularmente as classificações de IP, choque e vibração e resistência à interferência eletromagnética (EMI). A necessidade de atender algumas ou mesmo todas essas condições terá um efeito enorme no projeto de qualquer conector”, escreve.

 

Conectores de alta confiabilidade representam o padrão ouro da indústria de interconexão e são projetados para funcionar em aplicações onde a falha não é uma opção, eles fornecem desempenho superior e confiabilidade vitais para muitos projetos. Porém, tudo isso tem um preço.

 

Pike sugere que da próxima vez que se precisar de uma solução para um requisito exigente, pergunte se é mesmo necessário um conector de alta confiabilidade. A indústria de conectores é enorme e diversificada, e um pouco de tempo gasto para entender como um determinado produto funcionará pode economizar muito dinheiro no futuro.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo