Eletrônica e Informática

Fábrica da Flex em Sorocaba é reconhecida como o primeiro Farol de Sustentabilidade do Brasil

A Flex anunciou que sua unidade em Sorocaba (SP) foi designada como Farol de Sustentabilidade, uma distinção especial da Global Lighthouse Network (GLN) do Fórum Econômico Mundial. Esta é a primeira fábrica no Brasil e da América Latina a receber o reconhecimento como Farol de Sustentabilidade e acontece apenas três meses depois que a fábrica da empresa em Sorocaba foi admitida na GLN.

Para conquistar a designação, a equipe da Flex em Sorocaba demonstrou uma redução substancial em sua pegada ambiental. Em uma jornada de quase uma década, a equipe desenvolveu um ecossistema de economia circular inovador, inteligente e sustentável que aproveita as tecnologias da Quarta Revolução Industrial (em inglês, 4ª Industrial Revolution, 4IR), incluindo um sistema de logística reversa baseado em nuvem, separação automatizada de materiais e coletores habilitados com IoT para transformar o lixo eletrônico e reintroduzir materiais na cadeia de abastecimento, reparando, coletando e reciclando peças e materiais. O site da Flex em Sorocaba também reduziu o uso de energia, o consumo de água e as emissões de gases de efeito estufa dos escopos 1, 2 e 3 com tecnologias 4IR, como gerenciamento inteligente das utilidades da fábrica, como água e energia e um painel digitalizado de emissões de CO2.

Os impactos sustentáveis da Flex Sorocaba incluem:

– Redução das emissões de gases de efeito estufa dos escopos 1 e 2 em 41%;

– 44 mil toneladas de CO2 eliminadas da atmosfera nas emissões de escopo 3;

– Redução do consumo de água em mais de 30%.

“Incorporar a sustentabilidade em nossas operações de manufatura avançada é uma prioridade estratégica para a Flex, por isso é uma conquista incrível ter nossa unidade de Sorocaba nomeada como a primeira fábrica Farol de Sustentabilidade da Flex  bem como a primeira com esse reconhecimento no Brasil”, disse  Hooi Tan, presidente, Operações Globais e Cadeia de Suprimentos na Flex. “Continuaremos a escalar nossas práticas de fabricação sustentável em nossas unidades em todo o mundo, o que nos ajudará a dar passos significativos em direção a nossos compromissos de longo prazo, incluindo atingir a neutralidade de carbono até 2040.”

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo