Eletrônica e Informática

Faturamento da indústria de semicondutores cresce mais de 13% em 2018

O faturamento global de semicondutores totalizou US$ 476,7 bilhões em 2018, o que representa um crescimento de 13,4% em relação a 2017, de acordo com dados preliminares divulgados pelo Gartner, Inc. O segmento de memórias fortaleceu a posição como a maior categoria de semicondutores, sendo responsável por 34,8% do faturamento do setor de semicondutores. Em 2017, o segmento de memórias representou 31% do faturamento.

“O maior fornecedor de semicondutores, a Samsumg Electronics, ampliou sua liderança como número 1, devido ao boom do mercado de DRAM”, afirma Andrew Norwood, vice-presidente e analista do Gartner. De acordo com o analista, em 2018 houve uma continuidade nos crescimento estabelecido em 2017, porém, os ganhos obtidos com memórias foram metade da taxa de crescimento verificada em 2017. Isso pode ser atribuído ao fato de as memórias entrarem em declínio no final de 2018.

O faturamento combinado dos 25 maiores vendedores de semicondutores em 2018 cresceu 16,2%, chegando a representar 79,3% das receitas totais. O restante dos fornecedores viu a receita crescer apenas 3,6%. Isso acontece pela concentração de fornecedores memória entre os 25 melhores ranqueados.

O faturamento da Intel aumentou 12,2% em relação a 2017, devido a uma combinação do crescimento em unidades vendidas e do preço médio. Entre os principais fornecedores de memória que apresentaram desempenho forte em 2018 inclui-se a SK hynix – impulsionada por DRAM, e a Microchip Technology – devido à aquisição da Microsemi.  Os quatro principais fornecedores mantiveram suas posições em 2018.

Em 2019, todavia, os atuais rankings podem sofrer significativas mudanças porque há expectativa que o mercado de memória apresente enfraquecimento, de acordo com Norwood. “Os gerentes de tecnologia de produto devem se preparar para o crescimento limitado que acontecerá na indústria de semicondutores”, complementa o analista.

Fornecedores de memória, por exemplo, necessitarão fazer planejamento para um futuro excesso de oferta e intensa pressão sobre as margens para financiar as ações de pesquisa e desenvolvimento para a transformação continuada, tecnologias emergentes de memória e novas tecnologias de manufatura. Isso proporcionará a eles melhor estrutura de custo à medida que novas empresas da China começarem a surgir.

Fornecedores de produtos não-memória devem aumentar as atividades de projetos com clientes chave que seguram os altos preços das memórias. Como os mercados de tablets e smartphones continuam saturados, fornecedores processadores de aplicativos devem procurar oportunidades adjacentes em wearables, Internet of Things (IoT), comunicação de dados (endpoints) e automóveis.

Em termos de dispositivos semicondutores, memórias foram ao mesmo tempo a maior (35%) e a de mais elevado desempenho em 2018, com 27,2% de crescimento em receita. Isso foi impulsionado pelos crescimentos em ASP para DRAM na maior parte do ano, com exceção do quarto trimestre de 2018.

Dentro segmento de memórias, as NAND Flash sofreram uma redução de mercado com declínio das ASP em grande parte do ano, devido ao excesso de oferta. Esta categoria ainda assim apresentou crescimento de 6,5% em faturamento, pela adoção mais elevada de drives de estado sólido (SSDs) e aumento de conteúdo em smartphones.
A segunda maior categoria de semicondutores, as chamadas application-specific-standard products (ASSPs), experimentaram crescimento limitado devido à paralisação do mercado de smartphones combinado com o declínio do mercado de tablets. Os fornecedores que lideram esse segmento incluem a Qualcomm e a MediaTek, que agressivamente expandem em mercados adjacentes com fortes expectativas de crescimento, com aplicações que incluem automotivas e de IoT.

Em fusões e aquisições, em 2018 foram mais significativos os acordos que não aconteceram. A oferta hostil da Broadcom para a aquisição da Qualcomm falhou porque o governo dos Estados Unidos interveio; a oferta da Qualcomm para garantir a NXP foi envolvida pela guerra comercial Estados Unidos-China.
Acordos fechados incluem o spin-off do negócio de NAND da Toshiba transformada na Toshiba Memory em junho de  2018 e aquisição da Microsemi pela Microchip.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo