Eletrônica e Informática

Fibracem amplia produção de sua unidade no Espírito Santo

A Fibracem, empresa especializada no setor de comunicação óptica no Brasil, segue seu plano de expansão da sua unidade em Linhares, no Espírito Santo. A companhia, que acaba de realizar um aumento gradativo da capacidade produtiva, da planta capixaba, prevê que a unidade se torne, ainda neste ano, uma das referências do mercado brasileiro para as regiões Norte, Nordeste e Centro Oeste.

 

De acordo com o diretor de Planejamento e Operações da Fibracem, Eryck El-Jaick, esse ramp-up ocorre por conta da inserção gradativa da linha de produção de metalurgia à unidade localizada no litoral do Espírito Santo e que, segundo ele, a expectativa é que a fábrica de Linhares passe de 40%, para ser responsável por aproximadamente 50% da capacidade produtiva total da companhia.

 

“Com isso, nosso plano é que esse aumento no volume de produção da unidade de Linhares seja significativo tornando a planta capixaba um espelho da matriz, aumentando o portfólio de produtos e consequentemente atendendo com mais regularidade os clientes das regiões Norte, Nordeste e Centro Oeste”, destaca o executivo.

 

A expectativa é que o município de Linhares se torne, em breve, um importante polo de inovação e tecnologia da região. “Nos últimos anos, alinhado à política de atração de investimentos, o município buscou reunir atores e iniciativas relevantes que fomentem o desenvolvimento do ecossistema de ciência, tecnologia e inovação. Esse ambiente rico para trocas de conhecimentos e conexões de agentes da quádrupla hélice, formado pela academia, governo, setor produtivo e sociedade civil, foi fundamental para o estabelecimento de projetos de impacto regional e nacional, como é o modelo ramp-up da Fibracem”, detalha o prefeito de Linhares, Bruno Marianelli.

 

INVESTIMENTOS – O diretor de Planejamento e Operações da companhia ressalta que, para alcançar este patamar, a companhia investiu cerca de R$ 4 milhões para a unidade de Linhares entre expansão da fábrica e aquisição de novos maquinários, além da contratação de mão de obra qualificada.

 

“Só neste primeiro trimestre, expandimos o número de colaboradores em cerca de 28%. A estimativa é que essa quantidade cresça ainda mais, até o final do segundo semestre de 2023”, projeta Eryck.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo