Metal Mecânica

FPSO Almirante Barroso MV32 navega da China para o Brasil

O FPSO Almirante Barroso MV32 navega rumo ao Brasil desde o domingo, 17 de julho. A Modec, responsável pelo projeto, construção e operação da plataforma, concluiu a conversão do casco da unidade e a integração dos módulos em Dalian, na China. Uma vez no Brasil, a unidade entrará em fase final de comissionamento em Angra dos Reis (RJ). FPSO significa Floating production storage and offloading (Unidade flutuante de armazenamento e transferência).

As atividades que serão realizadas no estaleiro local incluem o comissionamento dos sistemas do topside, inspeções regulatórias e preparativos finais antes da navegação da unidade em direção ao campo de Búzios, no pré-sal da Bacia de Santos. O início da operação da embarcação está previsto para 2023.

Contratado pela Petrobras, o FPSO Almirante Barroso MV32 terá capacidade para produzir até 150 mil barris de petróleo e processar 6 milhões de metros cúbicos de gás diariamente. A unidade pode armazenar até 1,4 milhão de barris de petróleo.

“O Brasil é o principal destino global das plataformas de petróleo e a Modec tem muito orgulho de continuar apoiando a expansão desse mercado, colocando em prática nossa experiência no pré-sal brasileiro”, afirma o presidente e CEO da empresa no país, Eonio Rocha. “Estamos muito felizes por ter o FPSO Almirante Barroso MV32 a caminho de águas brasileiras.”

“O FPSO Almirante Barroso MV32 é um dos projetos mais importantes para a Petrobras, Modec e muitos de nossos parceiros e partes interessadas”, diz Soichi Ide, presidente e CEO da Modec em Cingapura. “Será o primeiro FPSO do campo de Búzios a ser entregue e operado por uma contratada. Como um dos navios de maior produção em nossa frota, o MV32 representa um marco significativo de nossa presença comercial no Brasil.”

A unidade é a 15ª da Modec construída para o offshore brasileiro, a 13ª em parceria com a Petrobras. No Brasil desde 2003, a empresa é líder mundial no mercado de afretamento de plataformas e opera 12 unidades no país.

Além do FPSO Almirante Barroso MV32, a ModeC tem outros dois projetos em construção para o offshore brasileiro: o FPSO Anita Garibaldi MV33, que será afretado para a Petrobras, e o FPSO Bacalhau, que será afretado para a Equinor.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo