Eletrônica e Informática

Hewlett Packard e Danfoss se unem para reduzir consumo de energia em data centers

A Hewlett Packard Enterprise (HPE) e a Danfoss acabam de anunciar colaboração para disponibilizar o HPE IT Sustainability Services – Data Center Heat Recovery, um módulo de recuperação de calor pronto para uso, para ajudar as organizações a gerenciar e valorizar o calor excessivo à medida que fazem a transição para instalações de TI mais sustentáveis.

 

A rápida integração de tecnologias de IA em organizações e empresas deve causar um aumento dramático na demanda por energia e na utilização de infraestrutura de TI otimizada para IA. De acordo com a Agência Internacional de Energia, até 2026 a indústria de IA terá expandido exponencialmente, consumindo, pelo menos, dez vezes a demanda de eletricidade em 2023. Para enfrentar esses desafios, os líderes de TI e operadores de data centers estão tomando medidas para reduzir o consumo de energia, incluindo a implementação de recursos de alta eficiência energética e sistemas de refrigeração aprimorados.

 

O excesso de calor na União Europeia representa aproximadamente 2.860 TWh por ano, o que equivale à demanda total de energia da União Europeia para fornecer aquecimento e água quente a edifícios residenciais e do setor de serviços. O fluxo de calor residual dos data centers é ininterrupto e, portanto, constitui uma fonte confiável de energia limpa.

 

Para lidar com essas questões, a nova solução de data center de alta eficiência energética da HPE e Danfoss oferece: Data Center Modular (MDC) escalonável da HPE, em forma de contêineres com baixa pegada e alta densidade (kW/rack), pode ser implementado quase em qualquer lugar, mesmo com a ausência total de máquinas pesadas, e incorpora tecnologias como resfriamento líquido direto, reduzindo o consumo total de energia em 20%.

 

Além disso, as soluções da Danfoss, incluindo módulos de reutilização de calor que capturam o excesso de calor dos data centers para fornecer aquecimento renovável in-loco e também a edifícios e indústrias próximas em diversas aplicações, além de conter compressores sem óleo Turbocor, que aprimoram a eficiência do resfriamento dos data centers em até 30%.

 

“Nossa parceria estratégica com a HPE é um ótimo exemplo de como revolucionamos a construção e a descarbonização da indústria de data centers junto com nossos clientes”, explicaJürgen Fischer, presidente da Danfoss Climate Solutions. “Com essa parceria, estamos criando o modelo para os data centers sustentáveis da nova geração – utilizando tecnologias disponíveis hoje.”

 

O MDC da HPE incorpora tecnologias de resfriamento líquido direto (DLC) para melhorar a eficiência energética em até 20% e otimizar a produção e distribuição energética, resultando em economias significativas de energia. O design compacto minimiza a perda de energia ao reduzir a distância no deslocamento entre a energia e o fluido de resfriamento, além de maximizar a diferença de temperatura na entrada e saída, o que promove a captura de excesso de calor. A agilidade do MDC e a exclusão de materiais industriais pesados eliminam a necessidade de materiais de construção caros, reduzindo substancialmente o tempo de time to market. A implementação pode ser alcançada três vezes mais rápido do que com data centers tradicionais, diminuindo o tempo de 18 meses para apenas 6 meses.

 

Por fim, a redução na pegada e a flexibilidade dos MDCs permitem um co-location mais próximo aos locais de geração de dados, o que diminui o impacto energético e os gargalos associados a soluções de rede complexas e transferência de dados ao mesmo tempo em que apoia o aprimoramento da governança e segurança dos dados.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo