Eletrônica e Informática

Índice confiança do empresário do setor eletroeletrônico aumenta mais de 9% em junho

 

 

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei) do Setor Eletroeletrônico, conforme dados da CNI agregados pela Abinee, aumentou 9,3 pontos no mês de junho na comparação com maio, atingindo 40,3 pontos. Esse incremento ocorreu após quatro quedas consecutivas que, juntas, somaram 33,2 pontos.

 

O resultado apontado em junho permaneceu abaixo dos 50 pontos, indicando pessimismo do empresário, porém em menor intensidade do que o observado nos dois meses anteriores e se afastando do piso da série histórica. Ao comparar com junho do ano passado (54,2 pontos), o Icei do setor recuou 13,9 pontos.

 

“O cenário ainda nebuloso sobre a pandemia não permite um avanço maior, entretanto, pode ser uma sinalização positiva de um começo de retomada da confiança para os próximos meses”, afirma o presidente executivo da Abinee, Humberto Barbato.

 

O Icei é composto pelo índice de condições atuais e pelo índice de expectativas. O aumento na confiança do empresário do setor ocorreu devido à melhora no índice de expectativas em relação aos próximos seis meses, que passou de 36 pontos em maio para 48 pontos em junho. Por outro lado, o índice de condições atuais, que atingiu 25 pontos, permaneceu no piso da série histórica iniciada em janeiro de 2010, aumentando apenas 3 pontos em relação a maio.

 

Esses resultados são consequências da pandemia de Covid-19 que continua causando muita preocupação para os empresários.

 

O Icei varia de 0 a 100 pontos, sendo que valores acima de 50 pontos indicam confiança do empresário industrial e abaixo de 50 pontos mostram falta de confiança.

Mostrar mais

Artigos relacionados