Eletrônica e Informática

Indústria de semicondutores está no caminho da recuperação

A indústria global de produção de semicondutores está no caminho para a recuperação no quarto trimestre de 2023, e preparando o terreno para o crescimento contínuo em 2024, de acordo com a publicação do terceiro trimestre de 2023 do “Semiconductor Manufacturing Monitor (SMM) Report”, elaborado pela Semi, em parceria com a TechInsights.

 

A expectativa é que as vendas de eletrônicos registrem um aumento robusto de 22% em relação ao trimestre anterior no quarto trimestre de 2023, somando-se ao crescimento de 7% registrado no terceiro trimestre de 2023. Espera-se que as vendas de circuitos integrados aumentem 4% sequencialmente, após melhorarem 7% no terceiro trimestre de 2023, conforme a demanda final melhora e os estoques se normalizam.

 

Apesar da melhoria nas vendas de eletrônicos e de circuitos integrados, os indicadores de produção de semicondutores permanecem fracos. As taxas de utilização das Fabs e as despesas de capital continuam a diminuir no segundo semestre deste ano. No geral, espera-se que o CapEx em não-memória supere o desempenho de memória em 2023, mas mesmo os gastos nos segmentos não-memória começaram a enfraquecer. O total das despesas de capital no quarto trimestre de 2023 está próximo dos níveis observados no quarto trimestre de 2020.

 

Embora as vendas globais de bens de capital para a produção de semicondutores estejam diminuindo, em linha com as despesas de capital, a contração nos gastos com equipamentos de produção de wafer mostrou-se muito menor do que o esperado este ano. Além disso, prevê-se que o faturamento dos equipamentos back-end aumente no quarto trimestre de 2023.

 

“Embora os mercados de semicondutores tenham sofrido quedas ano a ano nos últimos cinco trimestres, espera-se que o crescimento ano a ano retorne no quarto trimestre de 2023, à medida que os cortes de produção atingem a cadeia de abastecimento”, diz Boris Metodiev, diretor de Análise de Mercado da TechInsights. “Por outro lado, as vendas de equipamentos front-end têm tido um desempenho muito melhor do que o mercado de circuitos integrados, impulsionadas por incentivos governamentais e pelo preenchimento de pendências, força que deverá continuar no próximo ano.”

 

“Apesar das baixas taxas de utilização das Fabs e da desaceleração das despesas de capital no segundo semestre de 2023, esperamos que o faturamento dos equipamentos de back-end atinja o nível mais baixo no quarto trimestre de 2023”, diz Clark Tseng, diretor sênior de Inteligência de Mercado da Semi. “Isso marcará uma reviravolta importante para a indústria de produção de chips, sinalizando uma recuperação com impulso crescente em 2024.”

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo