Eletrônica e Informática

Instalação de painéis para geração fotovoltaica exige profissionais capacitados

Campanhas publicitárias nas mídias sociais oferecem painéis fotovoltaicos por preços acessíveis e informam que o investimento compensa especialmente para quem tem conta mensal de energia acima de R$ 400. A propaganda está correta, mas falta informar ao consumidor que é preciso cuidado na instalação para que o investimento não se torne um risco para a edificação, ou prejuízo com mau funcionamento e até queima dos equipamentos, alerta João Haluche, engenheiro elétrico e gerente da Mepen Energia, que comercializa e instala usinas fotovoltaicas.

 

A compra de painel solar direto pela internet pode representar alguma economia inicial no equipamento, mas fica condicionada ao consumidor encontrar um profissional capacitado para a instalação. Muitos eletricistas e instaladores de ar-condicionado passaram a trabalhar também com os painéis, mas nem todos têm os cursos específicos para atuar neste mercado.

 

A instalação dos painéis parece simples, mas existem particularidades que muitos eletricistas desconhecem. “Uma emenda na fiação utilizando fita isolante, por exemplo, já compromete toda a instalação”, explica Haluche, frisando que há conectores adequados para emendas em projetos fotovoltaicos.

 

“O que temos visto em campo são os mais variados erros quando o consumidor tenta fazer a instalação por conta própria ou contrata profissionais e empresas inexperientes. Muito comum é o erro no dimensionamento, são adquiridos mais painéis do que o espaço comporta, aí no improviso, são feitos puxados no telhado e até colocação de equipamentos na sombra”, afirma Haluche. “Outras situações recorrentes são excesso de peso na estrutura com risco de desabamento, uso de material de baixa qualidade e conexões erradas gerando perda de performance, curtos-circuitos e perigo de incêndio”, completa o engenheiro.

 

Empresas especializadas geralmente não instalam painéis comprados de terceiros e dificilmente atuam na correção de projetos mal executados porque o reparo acaba sendo quase tão oneroso quanto a troca total dos equipamentos.

 

Para a segurança e garantia do retorno no investimento em painéis fotovoltaicos dentro da média, de dois a três anos, é fundamental a contratação de empresa especializada, que venda os equipamentos já com a instalação incluída. No caso da Mepen Energia os painéis são comercializados com 12 anos de garantia. Todos os projetos são monitorados via wireless e, caso ocorra algum problema de funcionamento, a própria empresa comunica e solicita autorização para a troca do equipamento sem custo.

 

COMPLEXIDADE TÉCNICA – A instalação de painéis fotovoltaicos é tratada pela legislação como um projeto de engenharia que exige, inclusive, uma ART – Anotação de Responsabilidade Técnica. Os projetos avaliam a capacidade da estrutura para receber a carga dos painéis, dimensionam e especificam os materiais a serem utilizados apontando como deve ser feita a fixação. A angulação dos painéis considera o melhor aproveitamento da energia solar, mas também avalia a exposição ao vento e às intempéries para não comprometer a higidez e impermeabilização do telhado.

 

O projeto é submetido à análise da companhia de energia local através de um requerimento de homologação em que consta o número de registro do profissional responsável pelo projeto. Não só o engenheiro responsável, mas também os instaladores precisam ter o conhecimento técnico para avaliar a tensão, fazer as conexões com o inversor de corrente contínua para corrente alternada e a compatibilização dos equipamentos com a rede elétrica. Tanto o projeto como a execução seguem normas e padrões técnicos internacionais.

 

MERCADO – Em janeiro de 2023 a energia solar assumiu o segundo lugar do posto de matriz elétrica mais utilizada no Brasil, representando 12% de participação, ficando à frente das energias de fonte eólica e gás natural. Segundo dados da associação que representa as empresas do setor, a Absolar, só no começo deste ano já foram mais de 1 milhão de painéis fotovoltaicos instalados no país, em sua grande maioria (78%) instalados em imóveis residenciais. Em alguns estados como o Paraná o número de instalações vem triplicando nos últimos anos. Conforme dados do CREA-PR, o número de Anotações de Responsabilidade Técnica (ART) para projetos fotovoltaicos no estado passou de 2.513, em 2020, para 8.108, em 2021, e novo salto para 27.109 anotações de novos projetos em 2022.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo