Metal Mecânica

Junker atualiza tecnologia das retificadoras Jucrank

Os fabricantes da indústria automotiva brasileira conhecem as retificadoras Jucrank 6S e 6L e sabem dos altos níveis de produtividade e precisão que proporcionam. Com as inovações que a Junker implementou nessas plataformas, os índices de tempo de ciclo, gastos com manutenção e eficiência energética se tornaram ainda mais elevados. O tempo de ciclo ficou até 35% menor; a redução de gastos com manutenção é da ordem de 25%. E o aumento da eficiência energética é de 20%.

Os acionamentos de motores lineares de alta performance dos eixos X e Z das novas retificadoras J permitem maior movimentação e aceleração em espaço reduzido, ao mesmo tempo em que possibilitam máxima dinâmica e precisão. Logo na primeira peça, é possível alcançar a qualidade desejada, graças à mais recente tecnologia de medição.

Os módulos da mesa, como cabeçote porta peça, contraponto ou lunetas, são montados em módulos universais padronizados, que podem ser movidos automática ou manualmente, e ser posicionadas para diferentes peças. Esse conceito modular se destaca pelo posicionamento altamente flexível dos componentes do módulo da mesa sobre as guias na área de trabalho. Os módulos da mesa podem ser convertidos rapidamente para retificações futuras.

O conceito geral do sistema contempla o fácil acesso a todos os componentes e a simplicidade na conversão dos equipamentos. Boa acessibilidade e um alto nível de facilidade de serviço reduzem o tempo gasto com a manutenção e seus custos.

A cobertura completa de todas as guias e motores permite que a retificadora seja operada com fluidos de corte, como emulsões ou óleos de corte. A base da máquina, fabricada com concreto polímero, impressiona pelo amortecimento e alta rigidez da torção. O enxágue otimizado do barramento facilita a manutenção e uma tubulação integrada ao suporte da máquina permite a conversão futura da retificadora. A economia de custos já é alcançada durante o transporte, graças às dimensões otimizadas da máquina.

As inovações nas áreas de refrigeração, bombas e controle de pressão asseguram que os fluidos de refrigeração prejudiciais ao meio ambiente e à saúde humana sejam eliminados. Além disso, aumentam a eficiência energética, reduzem o dispêndio em manutenção e complementam o desenvolvimento das retificadoras, em conjunto com outras melhorias nos detalhes. (foto/divulgação)

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo