Eletrônica e Informática

Novo data center da Itaipu Binacional terá sistema inteligente para o gerenciamento da rede

O novo data center tier III da Itaipu Binacional, que está em construção na margem brasileira da usina em Foz do Iguaçu (PR), contará com um sistema inteligente para o gerenciamento da rede por meio do monitoramento de mais de 9 mil portas lógicas ópticas e metálicas. A tecnologia está sendo implantada pela L8 Group, especializada em soluções para ISPs, segurança eletrônica e cidades inteligentes, que venceu a licitação para a infraestrutura de cabeamento do projeto.

 

“Neste projeto optamos por trabalhar com a solução imVision da CommScope que, além de prover completa visibilidade e controle da infraestrutura instalada, possibilita ainda a geração de tarefas automatizadas, com referência visual local em tempo real das intervenções a serem realizadas. Não se trata apenas de mapear portas, mas sim de implementar uma estrutura completa de gestão”, destaca Rafael Grande, diretor da vertical de Segurança Eletrônica e Data Center da L8.

 

Além da supervisão em tempo real das 9.472 portas ópticas, o projeto contará com a certificação e garantia de 25 anos em todo o cabeamento, em parceria com a fabricante CommScope. No total, serão utilizados 69 mil metros de cabos metálicos Cat.6A LSZH, 54 mil metros de fibras ópticas multimodo OM5 e 28 mil metros de fibras ópticas monomodo OS2.

 

“A Itaipu tem um papel estratégico na matriz energética nacional e a infraestrutura de cabeamento é fundamental para garantir a máxima eficiência ao novo data center. Buscamos as melhores soluções no mercado para que a usina possa processar os dados de maneira rápida e segura”, afirma Leandro Kuhn, CEO da L8.

 

Este não é o primeiro projeto desenvolvido pela L8 em parceria com a Itaipu Binacional. Em 2023 a empresa foi a responsável pela implementação do sistema de reconhecimento facial e leitura de placas veiculares integrado ao sistema de controle de acesso à usina. Com isso, a entrada é autorizada de maneira automática nas cancelas, de acordo com o cadastro prévio, cruzando informações dos dados biométricos faciais e das placas dos veículos e funcionários. “Nos últimos anos temos desenvolvido inúmeras soluções para empresas de utilities, com foco principalmente em segurança eletrônica e proteção de dados, tendo em vista a importância dessas companhias para o desenvolvimento socioeconômico brasileiro”, lembra Leandro Kuhn.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo