Eletrônica e Informática

Pintar turbinas eólicas de preto pode reduzir mortes de pássaros

Depois da Noruega, agora é a vez da Holanda implantar um projeto piloto para confirmar se é mesmo um fato que apenas pintar de preto – sim, isso mesmo – uma das três pás das hélices dos aerogeradores eólicos reduz a morte de pássaros.

Uma das consequências nefastas dos parques eólicos é que as pás em movimento, que são geralmente brancas, têm sido responsáveis pela morte de milhares de aves, pois estas não conseguem enxergá-las quando voam.

As aves, de modo geral, têm um campo de visão muito estreito, pois dependem dos campos de visão laterais de alta resolução para detectar predadores ou presas. A cor preta, aparentemente, ajuda a reduzir a mancha de movimento das pás giratórias, que para os pássaros são “invisíveis”.

De acordo os pesquisadores noruegueses, pintar uma das pás de preto ajudou a reduzir a taxa de mortalidade de aves em um parque eólico em 72%, porcentagem talvez ainda longe do ideal, que seria obviamente a morte de ave nenhuma. Mas, sem dúvida, é um bom começo para a resolução do problema.

TESTES EXAUSTIVOS – O estudo foi conduzido durante dezlongos anos num parque eólico no arquipélago norueguês de Smola, onde a equipe do Instituto Norueguês para a Investigação da Natureza concluiu que a pintura em preto, criando contraste, reduziu de modo significativo principalmente a mortandade de aves de rapina.

As águias são bastante presentes nos céus da Noruega, sendo Smola um dos locais que apresentam maior presença desses pássaros. E as águias, dentre as aves, são as que possuem visão mais pormenorizada, relacionada com a resolução espacial ou temporal. Os testes não poderiam ser feitos em lugar melhor.

Tecnicamente, com uma das pás pintada de preto, as águias – e os pássaros em geral -, podem, segundo os pesquisadores, antecipar com alguma rapidez o movimento das turbinas eólicas e evitar as colisões, sempre fatais para eles.

De qualquer forma, os estudos ainda estão longe de terminar. Para se ter a certeza de que a cor preta é realmente uma solução simples, barata e eficiente, é fundamental que pesquisas sejam replicadasem outras regiões, onde existem outros tipos de pássaros, e verificar se o método também funciona ali.

Para o setor eólico, os resultados preliminares desta pesquisa não poderia ser notícia melhor. O impacto dos parques eólicos nas populações de aves é um tema para lá de polémico, e por causa dele as torres de geração de energia eólica passaram a ser mal vistas por legiões de ambientalistas.

Os esforços para atenuar o problema, antes da pintura preta, além de complexos e caros, não obtiveram muito sucesso. Um dos que melhor funcionaram foi um sistema de detecção por radar, que monitoram o voo das aves e ajustam o funcionamento das turbinas eólicas ajudando a evitar colisões. Um sistema, naturalmente, complicado tanto em termos de implantação como de aplicação. (Texto: Alberto Mawakdiye/Foto: Statkraft/divulgação)

 

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo